Grande Curitiba

Adolescente assassinada morava em outra cidade e passava férias com a mãe

A polícia já tem algumas linhas de investigação e analisa imagens de câmeras que flagraram um veículo deixando o local após assassinatos de mãe e filha
12 de janeiro de 2023 às 14:20
(Fotos: Redes Sociais)

A Polícia Civil do Paraná investiga a morte de mãe e filha, Daniele Richalski Favaro, de 39 anos, e Emillyn Richalski Tracz, de 16 anos, assassinadas na madrugada desta quinta-feira (12), em Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba. A casa de Daniele foi invadida e os criminosos executaram as vítimas a tiros. O namorado de Daniele conseguiu fugir pelos fundos da casa e duas crianças, familiares da mulher, se esconderam no banheiro e sobreviveram.

A filha de Daniele, Emillyn, não morava na residência e tinha apenas ido passar as férias escolares com a mãe. A adolescente passava a maior parte do tempo na casa do pai, em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba, e pode ter sido assassinada por estar na hora e local errados.

De acordo com informações do repórter Tiago Silva, da RICtv, a Polícia Civil já apura algumas linhas de investigação para solucionar os homicídios. Uma das hipóteses seria com relação a uma desavença comercial, já que a chácara de Daniele era usada pelo padrasto para guardar carros que negociava.

Outra possibilidade investigada seria vingança, já que, recentemente, a casa da mulher teria sido invadida e furtada. A vítima, revoltada, começou a pedir ajuda dos vizinhos para identificar e prender os suspeitos. Essa movimentação pode ter motivado os criminosos a matá-la.

No entanto, ainda não há confirmação oficial da motivação do crime ou identificação dos suspeitos. A polícia analisa imagens de câmeras de segurança que flagraram um veículo deixando o local depois dos assassinatos.

Fonte: RIC Mais
Leia mais clicando AQUI