Grande Curitiba

Suspeito de matar namorada e abandonar corpo em casa se apresenta à polícia

O suspeito, Samuel de Lima Bezerra, deu depoimento e confessou que matou a namorada, mas alegou que foi por legítima defesa
3 de janeiro de 2022 às 14:49
(Foto: Reprodução/ RICtv)

Samuel de Lima Bezerra, suspeito de matar a namorada, Diene Brito, com uma facada no peito, se apresentou à polícia na Delegacia do Alto Maracanã, em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba, nesta segunda-feira (3). A vítima, de 23 anos, foi encontrada morta em casa, no bairro São Gabriel, pelo vizinho, neste domingo (2), com o corpo em avançado estado de decomposição.

De acordo com o delegado que investiga o caso, Herculano de Abreu, o suspeito deu depoimento e confessou que matou a namorada, mas alegou que foi por legítima defesa. Conforme Samuel, ele e Diene estavam brigando quando a jovem teria partido para cima dele com uma faca. O homem argumenta que, na sequência, tomou a arma da mão da companheira e a esfaqueou.

A primeira análise feita pela perícia aponta que a jovem já estava morta há cerca de quatro dias e, provavelmente, foi assassinada na quarta-feira (29). Depois de atingir Diene, o suspeito não chamou o socorro e deixou o local, desligando o celular e ficando incomunicável. Quem encontrou a jovem morta foi um vizinho, que chegou da viagem do Ano-Novo e percebeu um forte odor vindo da residência onde o casal morava.

Com a repercussão do caso após a localização do corpo da vítima, Samuel se apresentou à polícia e confessou o crime. Como ainda não havia mandado de prisão contra ele e o suspeito se apresentou espontaneamente, ele deve ser liberado da delegacia ainda nesta segunda-feira.

O repórter Tiago Silva, da RICtv, conversou com a mãe de Diene por videochamada. A mulher contou que a filha e o genro costumavam brigar muito e que a jovem já tinha inclusive chamado a Polícia Militar em 2020, quando foi enforcada por Samuel em uma discussão por causa de um aparelho celular. Na ocasião, a vítima estava grávida, foi agredida, jogada na parede e só conseguiu se desvencilhar aos chutes para pedir ajuda aos vizinhos.

Abalada, a mãe de Diene, Maria do Carmo, disse que a jovem tinha ido visitá-la, em Goianésia do Pará (PA), há pouco tempo, ao ficar doente, mas que o suspeito entrou em contato com ela e pediu que ela voltasse ao Paraná. A vítima deixou três filhos, o mais velho com sete anos, que moram no Norte do Brasil.

“Era muito ciumento ele, eles viviam brigando, se separaram umas duas vezes, depois voltaram de novo. Ela esteve comigo aqui há uns dois meses atrás, ela veio doente, ele trouxe ela, deixou ela aqui, mas depois ele entrou em contato com ela e falou que era pra ela ir que eles iam morar junto de volta”, explicou a mãe.

Ainda nesta segunda-feira, a Polícia Civil realiza diligências para tentar encontrar a arma usada no crime. Samuel foi levado à casa onde tudo aconteceu para indicar o local onde a faca foi deixada.

O suspeito contou que deu um único golpe de faca na namorada durante uma discussão, que ela caiu no sofá e ainda estava viva. Depois, ele pegou a carteira, o próprio celular e o celular de Diene e deixou a residência, sem chamar o socorro. Samuel afirmou para a polícia que passou os últimos dias em um hotel na Grande Curitiba.

Atualização

Até o momento, a faca usada no crime não foi localizada pela polícia. Segundo o investigador da delegacia de Colombo, Luiz Carioca, apesar dos esforços da equipe, a arma não foi encontrada. “Revirei a casa toda e não localizei”, disse o policial.

Novas diligências devem ser determinadas pelo delegado para seguir com as investigações.

Fonte: Ricmais

Leia mais clicando AQUI