Grande Curitiba

Vereadores pedem volta da Feira da Ordem e reabertura de parques à população

Durante a crise sanitária, os vereadores modificaram as sessões plenárias para privilegiar projetos e requerimentos relacionados ao enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.
27 de abril de 2021 às 18:11
(Foto: CMC)

A retomada da Feira de Artesanato do Largo da Ordem, aos domingos, em regime diferenciado e com medidas sanitárias condizentes, é um dos pedidos dos artesãos da cidade à Prefeitura de Curitiba, endossados, nesta terça-feira (27), pelos vereadores da cidade. Hoje, a Câmara Municipal de Curitiba, em votação simbólica, aprovou requerimento de Marcos Vieira (PDT) com três sugestões da classe profissional (203.00211.2021).

Além da retomada da Feira da Ordem, os artesãos pedem a mudança do dia de lockdown de domingo para segunda-feira ou a implantação de uma data variável, a cada oito dias, de forma que numa semana o fechamento cai numa segunda-feira, e no ciclo seguinte, na terça e assim por diante. “O pedido é compreensível, pois as medidas mais restritivas têm caído justamente no dia que os artesãos comercializam os produtos que passaram a semana produzindo. E agora até os mercados estão abertos”, justificou Marcos Vieira. A demanda recebeu o apoio de Nori Seto (PP).

É também de autoria de Vieira a sugestão para a criação de auxílio emergencial para os artesãos de Curitiba, nos moldes da Lei Aldir Blanc e com recursos do Fundo Municipal de Cultura (201.00046.2021). “Artesãos e artesãs passaram a viver momentos de incertezas e de total desamparo por ausência de políticas públicas para este período de pandemia. É preciso socorrer estas pessoas, visto que elas são parte da classe artístico-cultural da cidade”, defende o vereador.

Parques abertos

“Para quem pratica esportes à noite, o fechamento dos estacionamentos dos parques da cidade aumenta a insegurança”, justificou Indiara Barbosa, coautora de sugestão ao Executivo, ao lado da sua colega de Partido Novo, Amália Tortato, para que a Prefeitura de Curitiba reabra esses espaços à população (203.00207.2021). “Os usuários dos parques da cidade de Curitiba, especificamente Parque Barigui, Parque Tingui e Parque Náutico estão tendo dificuldades”, argumentam.

Hoje também foi aprovado requerimento do Professor Euler (PSD) reforçando a demanda pela reabertura do estacionamento do Parque Náutico, pelas mesmas razões expostas pelas parlamentares (203.00208.2021). “Um dos piores revezes é as pessoas terem que estacionar seus veículos a uma grande distância e se deslocarem a pé até o parque, passando por locais em que o risco à segurança é grande”, afirma Euler.

Indiara Barbosa e Amália Tortato também pediram que a população possa retomar o uso dos parques cercados, como o Bacacheri e o São Lourenço, aos domingos, como forma de diminuir a lotação dos demais espaços verdes da cidade (203.00209.2021). “A decisão de fechamento dos parques aos domingos não leva em consideração a permissão da prática de atividades individuais ao ar livre, com uso de máscaras, que não envolvam contato físico entre as pessoas, observado o distanciamento social”, argumentam as vereadoras.

Apesar de não serem impositivos, os requerimentos e indicações aprovados na CMC são uma das principais formas de pressão do Legislativo sobre a Prefeitura de Curitiba, pois são manifestações oficiais dos representantes eleitos pela população para representá-los. Por se tratar de votação simbólica, não há relação nominal de quem apoiou, ou não, a medida – a não ser os registros verbais durante o debate.

Fonte: Câmara Municipal de Curitiba