Grande Curitiba

Igreja da Ordem será restaurada com recursos destinados pela Prefeitura

20 de maio de 2021 às 18:53
(Foto: Lucilia Guimarães/SMCS)

COM ASSESSORIAS – A restauração da Igreja da Ordem e do Museu de Arte Sacra, no Setor Histórico, são o objeto do protocolo de intenção firmado, nesta quinta-feira (20/5), entre a Prefeitura de Curitiba e a Mitra da Arquidiocese de Curitiba. O prefeito Rafael Greca e o procurador da Mitra, padre José Aparecido Pinto, assinaram o documento, que prevê a destinação de R$ 6.283.537,60 a serem repassados pelo Executivo Municipal, mediante captação de recursos resultante da transferência de potencial construtivo.

“Esse ato é possível porque a Igreja da Ordem Terceira de São Francisco das Chagas e o museu anexo a ela são uma Unidade de Interesse Especial de Preservação, sendo uma afirmação do amor pela história e pela cultura da nossa terra e da nossa gente”, explicou Greca.

Padre Aparecido agradeceu o apoio da Prefeitura e explicou que a Mitra já tem o projeto de restauro, feito pelo escritório de arquitetura de Tobias Bonk Machado.

Primeira paróquia

Conhecida como Igreja da Ordem, ela fica na esquina das ruas Claudino dos Santos com Mateus Leme, no Centro Histórico, e é o mais antigo templo católico de Curitiba. A paróquia teve origem na Igreja Nossa Senhora do Terço, que foi construída por imigrantes portugueses em 1737. Foi sede de um convento franciscano (1752-1783) e, no século seguinte, passou a ser a igreja frequentada por imigrantes poloneses.

Depois de ter sofrido um desabamento, na primeira metade daquele período, foi submetida a um completo processo de restauração. Em 1880, recuperada, recebeu a visita do imperador Dom Pedro II. Três anos depois, ganhou torre e sinos.

A última restauração data de 1980 e foi concluída em dois anos. Em seguida, em 1981, a área anexa à igreja deu espaço ao Museu de Arte Sacra.

Presenças

Participaram da solenidade secretários municipais, o pároco da Igreja da Ordem, padre Antônio Luciano, e a advogada do Departamento Jurídico da Arquidiocese de Curitiba, Cyntia Glowacki Ferreira.