Grande Curitiba

Vacinação de motoristas e cobradores é elogiada na Câmara de Curitiba

O anúncio da volta às aulas, após o recesso de julho, também foi comemorado em plenário no início desta semana.
28 de junho de 2021 às 19:01
(Foto: CMC)

Foi elogiada pelos vereadores, nesta segunda-feira (28), a decisão da Prefeitura de Curitiba de utilizar os imunizantes da Janssen, de dose única, para proteger os motoristas e trabalhadores do transporte coletivo da covid-19. O avanço da vacinação foi abordado por Pier Petruzziello (PTB), líder do governo, que destacou o fato da cidade já ter aplicado 1,2 milhão de doses do início da campanha de imunização até agora, somando primeiras e segundas doses das vacinas contra o novo coronavírus. “É uma notícia importante, porque eles estão diariamente expostos ao vírus”, comemorou Petruzziello.

Lembrando que a categoria profissional reivindicava a vacinação há meses, Ezequias Barros (PMB) também os parabenizou pela efetivação da imunização no dia de hoje. “Poderia ter sido antes, mas vai começar hoje, está acontecendo”, afirmou, lembrando que já foi cobrador de ônibus e que, em março, sugeriu ao Executivo que incluísse os profissionais do transporte coletivo nos grupos prioritários (203.00142.2021). “A categoria não parou na pandemia”, justificou, à época, o parlamentar da Câmara Municipal de Curitiba (CMC).

Mais recentemente, no dia 8 de junho, Professor Euler (PSD) citou, em plenário, as reportagens que, a partir dos números do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, do Ministério do Trabalho), constataram que, proporcionalmente, há o dobro de mortes, na pandemia, entre motoristas e cobradores de ônibus ante a população de Curitiba. “Precisa tentar algo para reduzir o contágio dentro dos ônibus”, rogou o vereador, há menos de um mês. A vacinação deles continua até quarta-feira (30).

Volta às aulas

Com o avanço da campanha de vacinação em Curitiba, o Executivo anunciou que as aulas presenciais serão gradualmente retomadas após o recesso de julho (confira aqui). “Essa é uma conquista muito importante para a cidade. Entendemos que o retorno é possível de forma segura. O número de casos ativos e da ocupação de leitos diminuiu, mas é importante que a população mantenha os cuidados para que não tenhamos novos surtos”, comentou Indiara Barbosa (Novo), lembrando os esforços dela e da colega de partido nesse sentido.

Hoje, por sinal, de autoria de Amália Tortato (Novo), foi encaminhado um pedido de informações oficiais à Secretaria Estadual da Educação requerenddo a listagem das 640 escolas estaduais reabertas para aulas presenciais (074.00020.2021). A vereadora preside a Comissão de Educação, Cultura e Turismo da CMC e é coautora da lei municipal 15.810/2021, que estabelece a educação como serviço essencial na pandemia, ao lado de Indiara Barbosa e de Denian Couto (Pode).

Ainda na sessão, Pastor Marciano Alves enfatizou o protocolo, na CMC, de sugestão ao Executivo para que assistentes sociais assumam a atribuição, nas UPAs em que há atendimento de pacientes com covid-19 (203.00332.2021). “Nos últimos meses, cresceu o número de internados e os profissionais de saúde estão esgotados. Muitas vezes não conseguem dar notícias, então a presença do assistente social seria fundamental para acalmar os familiares”, justifica o parlamentar.

Fonte: Câmara Municipal de Curitiba