Grande Curitiba

Com Refic Covid-19, cidadão teve fôlego para pagar contas

6 de outubro de 2021 às 11:22
(Foto: Luiz Costa/SMCS)

COM ASSESSORIAS – A empresária Silvia Perez Gonçalves Bufren é um dos contribuintes beneficiados com o Programa de Refinanciamento de Débitos Refic Covid-19, da Prefeitura de Curitiba, ofertado entre dezembro de 2020 e fevereiro de 2021. Ela aderiu à iniciativa do município para quitar débitos de um imóvel de inventário e conta que todo o processo foi muito rápido. “O trâmite foi todo feito pela internet, tudo digital, o que evitou deslocamentos desnecessários durante o momento mais crítico da pandemia”, conta ela.

Silvia também resolveu compartilhar com seus clientes na imobiliária da família o benefício da Prefeitura e ela mesma fez um levantamento dos débitos entre os 350 imóveis para locação na Origem Imóveis. “Descobri que 40 clientes tinham pendências e apenas três optaram por não fazer o Refic da Prefeitura”, revela ela.

O programa permitia o pagamento de dívidas contraídas até 31 de dezembro de 2020 com até 100% de abatimento dos juros e da multa moratória, ou parcelados em até 36 vezes, com descontos.

Para o secretário municipal de Planejamento, Finanças e Orçamento, Vitor Puppi, o programa de refinanciamento de débitos da Prefeitura foi bastante positivo tanto para a cidade como para o cidadão. “As condições de pagamento foram pensadas especialmente para o período de crise da pandemia e o reforço no caixa do município com o Refic Covid-19, de cerca de R$ 100 milhões, contribuiu para o equilíbrio fiscal da cidade, juntamente com a criação do Fundo de Recuperação e Estabilização Fiscal (Funrec), inédito no país”, completa ele.