Grande Curitiba

Empresas já podem participar do Check-in Seguro e ajudar a controlar a transmissão de covid

11 de novembro de 2021 às 16:30
(Foto: Divulgação)

COM ASSESSORIAS – A partir desta quinta-feira (11/11), restaurantes, academias, canchas para a prática de atividades esportivas e casas de festas e eventos infantis já podem ingressar no programa Check-in Seguro. A iniciativa da Prefeitura de Curitiba permite à Secretaria da Saúde conferir se frequentadores com teste positivo para covid-19 tiveram contato com outras pessoas.

Para aqueles funcionários e clientes que tiverem feito o seu cadastro antecipadamente, o programa faz o cruzamento das informações e alerta, por SMS, caso tenham estado no mesmo local, dia e horário que outra pessoa que tenha testado positivo. Os estabelecimentos não terão acesso às informações coletadas, apenas a Secretaria da Saúde.

Os testes com a plataforma foram feitos por dois meses.

“Neste período, fizemos os ajustes que consideramos necessários, com base na experiência dos estabelecimentos que participaram da etapa piloto. O mais importante é que o Check-in Seguro tem caráter educativo e busca a conscientização dos cidadãos curitibanos”, declara o secretário de Administração e de Gestão de Pessoal (Smap), Alexandre Jarschel de Oliveira. O projeto teve a coordenação da Superintendência de Tecnologia da Informação, área ligada à Smap.

“O Check-in Seguro é uma ferramenta disponibilizada pelo poder público, que permite aos setores econômicos funcionar com mais segurança”, afirma a secretária municipal da Saúde de Curitiba, Márcia Huçulak. “Com essa ferramenta, a Secretaria da Saúde poderá alertar as pessoas que estiveram no mesmo estabelecimento e horário de alguém com teste positivo, para que busquem orientação, diagnóstico e medidas assistenciais, caso necessário”, complementa.

Dados da Secretaria da Saúde mostram que na quarta-feira (10/11), Curitiba tinha 1.523 casos ativos da doença, ou seja, pessoas que testaram positivo e que podem transmitir a doença.

Os detalhes sobre o programa estão definidos em decreto publicado no Diário Oficial.

Como participar

Para aderir ao programa, as empresas devem fazer o seu cadastro na plataforma (campo destinado aos estabelecimentos). A partir do cadastro, será gerado o código QR (aquele lido pelas câmeras dos telefones celulares) do estabelecimento. O código deverá ser impresso e ficará disponível na entrada do estabelecimento participante.

Independentemente da adesão ao Check-in Seguro, os estabelecimentos participantes deverão continuar respeitando as regras definidas pelo protocolo sanitário em vigor e observar a capacidade máxima de ocupação.

Clientes

O cidadão curitibano também pode aderir facilmente ao Check-in Seguro, que utiliza o e-Cidadão. O cadastro pode ser feito pelo site ou pelo Curitiba App. Quem já está cadastrado no aplicativo terá os seus dados reconhecidos.

Os que não estiverem com seu celular e crianças poderão ser adicionados como acompanhantes ou terem o seu check-in realizado pelo estabelecimento, de forma manual.

Os recursos desenvolvidos pelo Instituto das Cidades Inteligentes e coordenados pela Superintendência de Tecnologia da Informação atendem a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).