Grande Curitiba

Com aval do plenário, líder comunitária dará nome para CMEI do Caximba

Proposta de Mauro Bobato passou em 1º turno. De Herivelto Oliveira, CMC confirmou utilidade pública.
13 de junho de 2022 às 14:43
(Foto: Carlos Costa/CMC)

Projeto para designar o Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) do Caximba como Maria Vilma Paolini foi uma das cinco propostas de lei aprovadas em plenário, na sessão desta segunda-feira (13). Responsável pela indicação, Mauro Bobato (Pode) ressaltou que a “dona Vilma do Caximba”, como era conhecida a líder comunitária, presidiu por mais de 20 anos a associação de moradores do bairro.

O placar, na análise em primeiro turno, foi de 27 votos favoráveis, 1 contrário e 2 abstenções (008.00006.2021). Como a sessão desta terça-feira (14) foi reservada para o debate com a Secretaria Municipal da Defesa Social e Trânsito (SMDT), a matéria retorna à pauta do plenário, para a palavra final dos vereadores, na próxima quarta (15).

“[A homenagem] está direcionada a um CMEI, ao CMEI do Caximba, pra gente denominar”, reforçou Bobato. O equipamento público está localizado na estrada Delegado Bruno de Almeida, nº 8059. Mãe de três filhos, a líder comunitária faleceu em 28 de maio de 2021, aos 78 anos de idade, no mesmo dia do marido, Ubaldo Paolini. Depois de 61 anos juntos, eles foram vítimas de complicações da covid-19.

“Ao longo desse tempo [à frente da associação] ela brigou por inúmeras conquistas e benfeitorias para o bairro”, frisou o autor. Dona Vilma, de acordo com ele, foi a responsável por defender diversas melhorias para o Caximba, como a unidade de saúde, que com o crescimento da região será reformada, uma capela mortuária, equipamentos de lazer e complexo com 18 salas de aula, entre outras benfeitorias.

Utilidade pública

Confirmada em segundo turno unânime, com 32 votos positivos, a declaração de utilidade pública municipal para a Associação Coração Acolhedor Parque Iguaçu (CAPI) será encaminhada para a sanção do Executivo. Presidida por Edna Santos, a organização social apoia mais de 200 famílias na região da Vila Icaraí, no Uberaba (014.00010.2022).

Autor do projeto de lei, Herivelto Oliveira (Cidadania) lembrou que a “tia Edna” e outros voluntários da CAPI acompanharam a discussão em primeiro turno, na semana passada. Com a declaração de utilidade pública, afirmou o vereador, a associação poderá ter mais projetos aprovados junto ao poder público local.

Outros debates

Além das sugestões ao Executivo e demais proposições avaliadas na segunda parte da ordem do dia, os vereadores acataram, nesta manhã, mais três projetos de lei. Duas mensagens, que também retornam à pauta na próxima quarta, dispõem sobre a abertura de créditos adicionais, enquanto o outro projeto do Executivo, referente ao novo limite territorial entre Curitiba e Fazenda Rio Grande, foi ratificado em segundo turno (leia mais).

Nesta quarta, além das segundas votações, o Legislativo discute novamente as alterações na lei 15.460/2019, que dispõe sobre a prestação do serviço de transporte escolar em Curitiba, além do Junho Solidário. Na Tribuna Livre, a pauta é a adequação ao sistema de trabalho híbrido, que mescla a escala presencial com atividades remotas .

Fonte: Câmara Municipal de Curitiba