Grande Curitiba

Tribuna Livre, na próxima quarta, apresenta projetos da Gerar

A organização sem fins lucrativos atua, por exemplo, na geração de renda e emprego
5 de agosto de 2022 às 15:29
(Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)

A prestação de contas da Gerar, organização social (OS) com projetos voltados à geração de emprego e renda, é tema da próxima Tribuna Livre da Câmara Municipal de Curitiba (CMC). O espaço democrático de debates do Legislativo da capital paranaense recebe, na sessão plenária da próxima quarta-feira (10), o presidente da instituição sem fins lucrativos, Francisco Essert (076.00024.2022).

Sigla para Geração de Emprego, Renda e Apoio ao Desenvolvimento Regional, a Gerar foi fundada em 2003 e possui abrangência nacional, atuando em 46 cidades brasileiras. Possui iniciativas nas áreas social, ambiental e cultural. Os projetos da OS abrangem da inserção de jovens aprendizes no mercado de trabalho à inclusão produtiva das pessoas com mais de 50 anos.

Declarada de utilidade pública pela lei municipal 14.695/2015, a Gerar tem como presidente de honra a médica Zilda Arns – fundadora da Pastoral da Criança e da Pastoral da Pessoa Idosa, ela faleceu, em 2010, durante um terremoto no Haiti. Essert já participou, em maio de 2019, da Tribuna Livre da Câmara de Curitiba, ocasião em que destacou o trabalho com jovens aprendizes e estagiários.

Proposto pelo vereador Osias Moraes (Republicanos), o debate poderá ser acompanhado, em tempo real, pelos canais do Legislativo no YouTube, no Facebook e no Twitter. As sessões ordinárias ocorrem de segunda a quarta-feira, com início às 9 horas.

Tribuna Livre

Espaço democrático de debates, a Tribuna Livre é mantida pela CMC como um canal de interlocução entre a sociedade e os parlamentares. Conforme o Regimento Interno do Legislativo, os debates ocorrem nas quartas-feiras, durante a sessão plenária – seguindo acordo de líderes, após os pronunciamentos do pequeno expediente.

Os temas são sugeridos pelos vereadores, que por meio de requerimento indicam uma pessoa ou entidade para a fala em plenário. O espaço pode servir para prestação de contas de uma organização que recebe recursos públicos, apresentação de uma campanha de conscientização, discussão sobre projeto de lei em trâmite na Casa etc. Confira o que já foi discutido, em 2022, nas Tribunas Livres da CMC.

Restrições eleitorais

Em respeito à legislação eleitoral, a comunicação institucional da CMC será controlada editorialmente até o dia 2 de outubro. Nesse período, não serão divulgadas informações que possam caracterizar uso promocional de candidato, fotografias individuais dos parlamentares e declarações relacionadas a partidos políticos, entre outros cuidados. As referências nominais serão reduzidas ao mínimo razoável, de forma a evitar somente a descaracterização do debate legislativo.

Ainda que a Câmara de Curitiba já respeite o princípio constitucional da impessoalidade, há dez anos, na sua divulgação do Poder Legislativo, publicando somente as notícias dos fatos com vínculo institucional e com interesse público, esses cuidados são redobrados durante o período eleitoral. A cobertura jornalística dos atos do Legislativo será mantida, sem interrupção dos serviços de utilidade pública e de transparência pública, porém com condicionantes.

Fonte: Câmara Municipal de Curitiba