Grande Curitiba

Bairro Novo ganha projeto de Hospital e Maternidade com arquitetura inovadora

10 de janeiro de 2023 às 16:35
(Foto: Daniel Castellano / SMCS)

COM ASSESSORIAS – O Centro Médico Comunitário Doutor Orlando Greca, na Regional Bairro Novo, irá ganhar uma nova estrutura de atenção à saúde dentro de um conceito inovador de arquitetura hospitalar, com reaproveitamento energético e áreas modulares que possibilitarão atender à demanda existente e projetar futuras ampliações.

O projeto foi apresentado ao prefeito Rafael Greca, e aprovado nesta terça-feira (10/1), em reunião de trabalho no Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc).

“Tenho a alegria de anunciar o novo Hospital do Bairro Novo, que será um marco dos 330 anos de Curitiba. Autorizei hoje o novo projeto do Centro Médico do Bairro Novo, um hospital que foi entregue como referência da gestão dos 300 anos de Curitiba, inovador na época por sua tecnologia construtiva. Naquele tempo fizemos um hospital de emergência, que teve uma longa sobrevida. Agora, o Centro Médico pede atualização de infraestrutura e será substituído por um novo projeto”, disse Greca.

A estrutura hoje em funcionamento do Centro Médico Comunitário e Maternidade Bairro Novo foi construída em 1996, na primeira gestão do prefeito Rafael Greca, e inaugurada em 1997.

O novo hospital terá 102 leitos projetados, quase o triplo dos 40 leitos disponíveis na estrutura atual.

“O prefeito aprova um projeto que será um legado para a cidade. Além da maternidade, que hoje a comunidade da região pode contar, o novo hospital irá contar com UTI neonatal e estrutura para o atendimento geral de baixa complexidade”, observou a secretária municipal da Saúde, Beatriz Battistella Nadas.

De acordo com o presidente do Ippuc, Luiz Fernando Jamur, o próximo passo será a definição de recursos para a contratação do projeto executivo e posterior licitação e realização da obra.

A apresentação do projeto do novo Hospital do Bairro Novo foi acompanhada pela diretora de Projetos do Ippuc, Célia Bim, pelo coordenador de projetos do instituto, Mauro Magnabosco, pelo superintendente da Saúde, Juliano Gevaerd e a engenheira coordenadora de Obras da SMS, Vanessa Rocha.

Nova infraestrutura

A ser instalado no mesmo endereço de referência do Centro Médico Comunitário do Bairro Novo, na Rua Jussara 224, próximo à Rua Tijucas do Sul, a nova estrutura do Hospital e Maternidade terá área total de 15.710 m² dividida em três pavimentos (térreo, primeiro e segundo andares mais subsolo) que integram os setores de pronto atendimento adulto e pediátrico, ala de emergência (sala vermelha adulto e pediátrico), salas de diagnóstico por imagem (Raio X, Tomografia, Eletrocardiograma e Tomografia), centro cirúrgico obstétrico, centro de parto normal, UTI neonatal, alas de internamento adulto e pediátrico, laboratório, lactário e farmácia central.

A unidade contará ainda com área de apoio e setores de administração (com sala de capacitação e serviço social), serviços e apoio logístico e amplos ambientes de circulação vertical e horizontal.

“O projeto busca respeitar a escala dos indivíduos, tanto pacientes como profissionais de saúde, visando a agilidade e eficiência no atendimento com acessibilidade e segurança”, explicou a arquiteta Daniela Tahira, co-autora da proposta juntamente com a arquiteta Flávia Pohl, que fazem parte da equipe da diretoria de Projetos do Ippuc.

Histórico

Referência no parto humanizado em Curitiba, o Centro Médico/Maternidade Bairro Novo completou 25 anos, em 6 de julho de 2022. Administrada pela Fundação Estatal de Atenção Especializada em Saúde de Curitiba (Feaes), a maternidade tem o título de Iniciativa Hospital Amigo da Criança (IHAC), com destaque pela baixa taxa de cesáreas, dentro do recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). No Bairro Novo, 75% dos nascimentos são por parto natural e com práticas de assistência humanizada (em que se busca devolver à mulher o protagonismo no parto).

Durante a pandemia, o atendimento na área de maternidade foi suspenso, em razão da grande pressão e demanda por internamentos em nossa cidade, consequência do período mais crítico da covid-19. As demandas deste tipo são atendidas pela rede conveniada ao município.

Com a nova estrutura, a maternidade será reativada com UTI neonatal, Centro Obstétrico/Cirúrgico com salas pré-parto, sala de parto normal, parto cirúrgico e curetagem, exames, ala de recuperação pós-anestésica e sala de primeiros atendimentos aos recém-nascidos.