Grande Curitiba

Jogo do Athletico, em Curitiba, deve render a arrecadação de 30 toneladas de alimentos

19 de janeiro de 2023 às 10:59
(Foto: Divulgação)

COM ASSESSORIAS – Além do ingresso, para entrar no jogo do Athletico Paranaense contra o Maringá neste sábado (21/01) os torcedores deverão entregar um quilo de alimento não-perecível. Com os ingressos esgotados desde terça-feira (17/01), a expectativa do clube é receber 30 toneladas de alimentos que serão entregues ao Banco de Alimentos de Curitiba e ao Mesa Solidária, onde são oferecidos diariamente café da manhã, almoço e jantar gratuitos para a população em situação de rua, risco social e insegurança alimentar e nutricional.

“Utilizar eventos festivos é uma forma de unir setores da sociedade para combater o problema gigante que é a fome. Serão quase 30 toneladas de alimentos que serão usados para dar refeições dignas a quem precisa”, ressalta o diretor do Departamento de Estratégias de Segurança Alimentar e Nutricional da Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (SMSAN), Felipe Thiago de Jesus.

No ano passado, a Prefeitura trabalhou em conjunto com o Athletico em três eventos que arrecadaram 10 toneladas de alimentos cada. Um deles, em setembro, entregou ao banco de alimentos o suficiente para preparar cerca de 30 mil refeições servidas nas três unidades do programa Mesa Solidária durante um mês.

No último domingo (15/01), o Coritiba também organizou o mesmo esquema de doações para a partida entre Coritiba x Aruko no Couto Pereira. Ao todo, foram arrecadadas 12 toneladas de alimentos, que logo na segunda-feira (16/01) foram destinadas à Fundação de Ação Social de Curitiba (FAS).

Apesar de ações nesse formato serem recentes, o diretor Financeiro Administrativo do Athletico, Roberto Bonnett, afirma que é uma prática que deve se tornar tradição.

“O destino dos alimentos é a principal razão para efetuar ações desse tipo que quebram a normalidade do futebol. O futebol movimenta multidõs e assim nós podemos utilizar o amor pelo esporte para viabilizar ações sociais, principalmente quando se trata da fome”, diz Bonnett.

Além das arrecadações, o jogo de sábado também será especial por outro motivo. Segundo Bonnet, a capacidade máxima da Arena da Baixada foi atingida e o público de 40 mil pessoas será exclusivamente de mulheres e crianças. O evento, afirma Bonnet, promete um estádio lotado de solidariedade e alegria.

Banco de Alimentos de Curitiba

Criado em 2016, o Banco de Alimentos de Curitiba arrecada e distribui alimentos em condição de consumo para a população em risco nutricional e alimentar, com o objetivo de contribuir para a redução do desperdício de alimentos, a redução da fome e a promoção da segurança alimentar e nutricional em Curitiba.

Administrado pela SMSAN, a iniciativa conta com doações do comércio (varejo e atacado) e indústrias, e de estruturas públicas municipais, como Armazém da Família, Feiras, Sacolões, Mercado Municipal, Mercado Regional Cajuru e Fazenda Urbana.

O diretor do Departamento de Estratégias de Segurança Alimentar e Nutricional, Felipe Thiago de Jesus, incentiva as parcerias para a arrecadação de alimentos. Segundo ele, são formas de fortalecer as políticas públicas de segurança alimentar e nutricional, como o Mesa Solidária.

O alimento arrecadado também é distribuído a outras entidades assistenciais, associações, institutos e fundações sem fins lucrativos, cadastrados no Banco de Alimentos de Curitiba.

Como colaborar

Os interessados em colaborar com o Banco de Alimentos de Curitiba podem fazer contato com os responsáveis pelos seguintes canais: telefone (41) 99207-9077 (também para mensagens de Whatsapp) e e-mail [email protected]. O Banco de Alimentos fica na Rua Capitão João Busse, n.º 660, no Capão da Imbuia, e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.