Grande Curitiba

Obras do Complexo do Tarumã começam na quarta; projeto inclui faixa exclusiva para ônibus e duas estações

23 de janeiro de 2023 às 16:14

COM ASSESSORIAS – Duas novas estações de ônibus e o alargamento do viaduto da Avenida Victor Ferreira do Amaral serão as principais intervenções previstas no Complexo do Tarumã pela Prefeitura de Curitiba. A primeira fase da obra começa na quarta-feira (25/1) com o bloqueio total da parte norte do Viaduto do Tarumã, que cruza a Avenida Victor Ferreira do Amaral. Parte da rotatória sob a estrutura viária, ao lado do Colégio Militar do Paraná e da Concessionária CCV, será totalmente bloqueada.

Pelo serviço de whatsapp da Prefeitura de Curitiba, o cidadão tem acesso a informações da obra, como rotas de desvios, pontos de bloqueio, benefícios da obra e outras informações importantes sobre a intervenção. Basta mandar uma mensagem para 4199876-2903 e seguir as instruções do atendimento automático.

Para acomodar a Estação Tarumã e a canaleta exclusiva para o transporte coletivo, o viaduto será alargado. Na parte inferior, será instalada a Estação Victor do Amaral, permitindo a integração dos passageiros das linhas que percorrem a ligação entre Curitiba e Região Metropolitana, especialmente Pinhais e Piraquara. É a Prefeitura de Curitiba trabalhando para a melhoria da mobilidade na cidade, com mais eficiência nos deslocamentos pelo transporte coletivo e trânsito mais organizado.

Além do alargamento do viaduto e das duas novas estações de ônibus, o projeto prevê novos acessos para conexão com a Linha Verde Norte e Sul, além da revitalização de praças públicas – Cova da Iria e Mauro Ferreira -, novo paisagismo e iluminação no local. Veja aqui a página especial com os detalhes da obra.

Pelo serviço de whatsapp da prefeitura de Curitiba, o cidadão tem acesso a informações da obra, como rotas de desvios, pontos de bloqueio, benefícios da obra e outras informações importantes sobre a intervenção. Basta mandar uma mensagem para 4199876-2903 e seguir as instruções do atendimento automático.

A Prefeitura realizou a licitação dos lotes em 2022 e a Trail Engenharia foi a vencedora da concorrência, no valor de R$ 92 milhões e prazo de 18 meses para conclusão.

“Cada vez mais, Curitiba avança na execução de um planejamento estratégico que atende aos desafios das cidades do futuro, com atenção à mobilidade e resiliência às questões climáticas, como o impacto da poluição gerada pelo trânsito. O Complexo do Tarumã vai permitir integrações de transporte coletivo inéditas, melhorando a qualidade do serviço”, diz o prefeito Rafael Greca.

Histórico

O Complexo do Tarumã, assim como toda a Linha Verde, integram o eixo de 22 km de transporte que liga Curitiba de norte a sul. Desde 2017, quando assumiu o segundo mandato, o prefeito Rafael Greca está comprometido em concluir todo o projeto. A gestão retomou licitações que estavam paradas e conseguiu publicar os editais dos lotes 3.1, 3.2, 4.1 e 2.1.

A TCE Triunfo Engenharia venceu a primeira licitação do Lote 2.1, que incluía o alargamento do viaduto da Victor Ferreira do Amaral e uma trincheira, em 2019, que foi cancelada em 2021. A licitação do lote 2.2, que previa os novos acessos, foi concluída, mas a empresa vencedora declinou do contrato.

Sem os recursos do governo federal, previstos para a execução original do projeto, foi feita uma alteração que permitiu que os lotes 2.1 e 2.2 fossem unificados em apenas um edital, com o alargamento do viaduto, a construção das estações e os novos acessos, para serem implantados com recursos do Tesouro Municipal.

Esse novo edital, publicado em setembro de 2022, teve a Trial Engenharia, de São Paulo, como vencedora. O contrato, no valor de R$ 92,8 milhões, foi assinado em novembro de 2022 e a empresa tem 18 meses para concluir a obra.