Grande Curitiba

Mãe de motoboy morto em emboscada esperava filho após última entrega: “fiz um cafezinho”

A família do motoboy acredita que ele tenha caído em uma emboscada e espera que a Justiça seja feita
8 de novembro de 2022 às 15:06
(Foto: Diogo Cordeiro / RICtv)

A Polícia Civil do Paraná investiga, nesta terça-feira (8), a morte de Cleverson de Oliveira, de 35 anos, um motoboy assassinado durante uma entrega em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. De acordo com o delegado Fábio Machado, as linhas de investigação são execução e latrocínio. A família da vítima espera por justiça.

Neste momento, nenhuma hipótese foi descartada na apuração, segundo a polícia. “Pode ter ocorrido uma emboscada sim, temos que analisar se houve motivo para essa emboscada, se existiam elementos que nos levem a acreditar que alguém queria matar esse jovem, já que a própria família falou que era um menino exemplar, todas os amigos gostavam dele, não tinha inimigos, não estava sendo ameaçado”, disse o delegado.

A hipótese de latrocínio também está sendo investigada, já que o entregador foi contatado por uma pessoa em seu celular pessoal. “Mas também não podemos descartar a hipótese de latrocínio, uma pessoa que chamou o vendedor até o local para subtrair a motocicleta, os produtos, são linhas de investigação que ainda não estão sendo descartadas”, pontuou Machado.

A família do motoboy acredita que ele tenha caído em uma emboscada e espera que a Justiça seja feita. Era a última entrega do dia que a vítima iria realizar. “Fizeram uma armadilha e ele caiu. Eu fiz um cafezinho da tarde para ele, esperando meu filho voltar e ele não voltou. O meu filho tá no IML, não vi ele até agora. Mas a justiça de Deus vai ser divina”, disse a a mãe de Oliveira, Aneli de Oliveira.

“Foi feita uma emboscada para ele, ligaram no celular dele pedindo uma bateria, o patrão assinou tudo o papel da bateria, e ele foi levar, foi fazer a entrega e não era a bateria, colocaram ele em um carro, não sei nem dizer para você direito pois eu não vi, eu não quero ver o que aconteceu”, lamentou Aneli.

O motoboy tinha ido até o local entregar a bateria de um carro, foi abordado, sequestrado e executado. O corpo foi localizado em São José dos Pinhais, na noite desta segunda-feira (7).

Fonte: RIC Mais

Leia mais clicando AQUI