Grande Curitiba

Seja uma Família Acolhedora: serviço cadastra novos interessados

Acolha provisoriamente crianças/adolescentes em sua residência que foram afastados de sua família de origem por medidas de proteção
3 de setembro de 2021 às 16:38
(Foto: Pexels)

COM ASSESSORIAS – Candidate-se para contribuir com o Serviço de Acolhimento Familiar de Araucária, que se propõe a cadastrar e preparar as famílias da comunidade para acolherem provisoriamente crianças/adolescentes de 0 a 18 anos, que foram afastadas temporariamente da família de origem, sob medida de proteção, devido a situações de violações de direitos ou situações de risco de sua integridade física ou psicológica.

De acordo com os técnicos do serviço, uma Família Acolhedora representa para a criança/adolescente a garantia da convivência familiar e comunitária, espaço sadio para expressão de sua individualidade e acesso aos direitos fundamentais. “Na Família Acolhedora propicia-se um atendimento humanizado em ambiente familiar, permitindo a continuidade da socialização de criança ou adolescente numa vivência prática em relações sadias e positivas. A Família Acolhedora assume papel de parceiro no atendimento à criança/adolescente e na preparação para a reintegração familiar ou, excepcionalmente, adoção”, comenta o assistente social Leonardo Ferreira.

Importante frisar, que as famílias acolhem 01 (uma) criança ou adolescente por vez, salvo grupo de irmãos. As famílias candidatas, no momento de cadastramento, indicam o perfil e faixa etária das crianças e adolescentes que pretendem acolher, considerando sua capacidade e disponibilidade, pois um dos fatores principais, para além do afeto e capacidade de ofertar cuidado e proteção, é a disponibilidade de tempo. A família cadastrada no serviço receberá capacitação, acompanhamento e orientação da Equipe Técnica Psicossocial do Serviço, além de um subsídio financeiro, nos termos da Lei Municipal 3235/2017.

A Vara da Infância e Juventude é quem encaminha as crianças, sendo algumas com poucos dias de vida, até adolescentes em transição para a vida adulta. Na prática a Família Acolhedora funciona como um serviço público relevante e também um concreto ato de AMOR e responsabilidade social na PROTEÇÃO INTEGRAL de crianças e adolescentes.

Requisitos para ser Família Acolhedora
– Ter mais de 18 anos (solteiro ou casado)
– Não ter interesse em adoção
– Residente em Araucária a pelo menos 1 ano
– Concordância de todos os membros da família
– Possuir espaço adequado para acolher a criança ou adolescente
– Ser aprovado como apto no processo pela equipe técnica do serviço de acolhimento familiar
– Participar das capacitações, comparecer às reuniões do processo e seguir as orientações da equipe
– Disponibilidade de tempo e interesse em oferecer proteção e amor às crianças e adolescentes.

CONTATO PARA SER FAMÍLIA ACOLHEDORA: (41) 3901-5374 ou (41) 9927-3676 (WhatsApp do serviço) [email protected]
Lei que institui o acolhimento familiar: CLIQUE AQUI
Decreto que regulamenta a Família Acolhedora: CLIQUE AQUI

PARA ADOÇÃO: Entre em contato com a Casas de Acolhimento do Município (41) 99927-3164 ou com a Vara da Infância e Juventude. Telefone/WhatsApp Vara da Infância de Araucária: (41) 3358 4395. E-mail: [email protected]