Grande Curitiba

Prefeitura inaugura Cooperativa de Reciclagem no bairro Águas Claras

A Recicla Campo Largo fortalece os elos da reciclagem, da inclusão social e gera emprego e renda para os catadores de materiais recicláveis da cidade e região
11 de agosto de 2022 às 16:01
(Foto: Divulgação)

COM ASSESSORIAS – A cooperativa de catadores Recicla Campo Largo iniciou oficialmente sua operação nesta quarta-feira (10), em uma solenidade de inauguração que marcou a assinatura do Acordo de Cooperação Técnica entre a Prefeitura de Campo Largo, a própria Cooperativa e o Instituto Recicleiros – termo firmado no dia 21 de julho de 2022.

Com a assinatura, a nova unidade, que tem sede no bairro Águas Claras, passa a realizar o trabalho de recepção, triagem e destinação de materiais para a reutilização e reciclagem. Juntando-se assim, as quatro associações de catadores – devidamente formalizadas e cadastradas na Prefeitura – que dividem os resíduos coletados pelo Município.

A implantação da Cooperativa faz parte das ações do Programa Recicleiros Cidades, projeto desenvolvido desde 2018 pelo Instituto Recicleiros e, que tem como investidora semente a SIG Combibloc, empresa especializada em sistemas de envase e embalagens cartonadas, instalada há 10 anos em Campo Largo.

“Além de gerar trabalho e renda digno para as pessoas que mais precisam, a ideia é fazer da cooperativa um laboratório, uma unidade experimental, exportadora de conhecimento e de tecnologia social”, explica o diretor do Instituto Recicleiros, Erich Burger Netto,

O prefeito de Campo Largo, Maurício Rivabem, destacou durante a solenidade, a importância da reciclagem para criação de emprego e renda e, principalmente, para preservação ambiental. “Estamos buscando fazer de Campo Largo uma cidade mais sustentável e consciente, desenvolvendo parcerias, ações e projetos como este. Espero, realmente, que possamos avançar cada vez mais”, disse Maurício.

“Queremos usar o know-how e a tecnologia do nosso time, trazendo esse conhecimento para ajudar na operação da cooperativa e também pilotar programas de incentivo para a população campo-larguense, trabalhando com as escolas e com o público em geral”, destaca Isabela de Marchi, Gerente de Sustentabilidade da SIG na América do Sul.

A atuação do Instituto Recicleiros, em Campo Largo, teve início em 2019, por meio de um Edital de Chamamento, que selecionava municípios brasileiros para implementação da coleta seletiva inteligente. “Ao participar desta seleção, buscamos trazer melhores condições de trabalho e qualidade para as associações de catadores”, completou a Analista Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente e Agropecuária, Mirela Jacomasso.

Ainda durante a cerimônia, o presidente da Recicla Campo Largo, Allan Santini, destacou que além de gerar grandes vantagens ambientais, as cooperativas e associações também fazem a diferença na vida dos catadores e catadoras – representando, muitas vezes, a única fonte de renda e possibilidade de inclusão no mercado de trabalho para esses profissionais.

Melhorias ambientais com a participação da população – A importância da educação ambiental também está presente nas salas de aula e em demais projetos e serviços da Prefeitura. É o exemplo da Escola Municipal do Campo Nicolau Morais de Castro, que ganhou recentemente o 1º lugar no projeto “Lixo é Responsabilidade, Sustentabilidade e Renda”, na categoria Ensino Fundamental – Anos Iniciais. São ações executadas pelas Secretarias de Meio Ambiente e Agropecuária, Educação e de Desenvolvimento Social que fazem Campo Largo avançar, cada vez mais, para a construção de uma cidade mais limpa e sustentável.

Presenças – A solenidade de abertura aconteceu às 9h, na sede da cooperativa, reunindo autoridades locais, os cooperados da Recicla Campo Largo, além de representantes de empresas parceiras e do Instituto Recicleiros.