Grande Curitiba

Curitibinhas comemoram o Dia Nacional da Abelha com aula prática

4 de outubro de 2022 às 13:48
(Foto: Ricardo Marajó/SMCS)

COM ASSESSORIAS – Especialistas no cuidado com as abelhas sem ferrão, os curitibinhas do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Uberaba participaram, na tarde desta segunda-feira (3/10), de uma atividade especial pelo Dia Nacional da Abelha. Eles foram até o Museu de História Natural Capão da Imbuia, onde puderam saber mais sobre elas e ver de pertinho como vivem.

A escola foi uma das que receberam uma caixa do programa Jardins de Mel em junho, mês do Meio Ambiente, após criarem uma isca e capturarem a sua colmeia de abelhas nativas com sucesso. “É um trabalho completo de educação ambiental”, contou o engenheiro florestal responsável pela atividade e pelo Jardins de Mel na Secretaria do Meio Ambiente, Claudio Renato.

Durante a tarde, eles puderam saber mais sobre os animais responsáveis pela polinização da vegetação nativa, por meio de jogos, brincadeiras e, na prática, vendo como funciona uma colmeia por dentro, além de alimentar as abelhas com um xarope feito de água, mel e açúcar, trabalho que é feito pela equipe nos dias mais frios.

Para a estudante Maria Betina Sanches, de 5 anos, foi uma grande novidade. “Já vi a caixa na escola, mas não tinha visto por dentro”, disse. Seu colega Leandro Grochentz, de 6 anos, se comprometeu a cuidar das abelhas nativas. “Gostei muito de saber mais sobre elas”, confirmou.

Escolas interessadas em participar de atividades sobre o Jardins de Mel e as abelhas sem ferrão podem obter mais informações pelo telefone 3313-5481.

Jardins de Mel

Parceria entre as secretarias do Meio Ambiente, Educação e Segurança Alimentar, o Jardins de Mel conta com 89 pontos, em unidades de conservação, hortas comunitárias e na Fazenda Urbana, além de escolas municipais. São 125 caixas de abelhas sem ferrão – jataí, mandaçaia, manduri, mirim e guaraipo – espalhadas pela cidade.

O projeto tem como objetivo a divulgação das abelhas nativas sem ferrão, responsáveis pela polinização de cerca de 90% das plantas brasileiras.