Grande Curitiba

Araucária conta com maca e equipamentos para suporte a pacientes obesos

Essa semana o país inteiro se comoveu com a notícia de um jovem de São Paulo que morreu depois de ter atendimento negado em 6 hospitais que não tinham equipamentos necessários para atender pacientes com obesidade
13 de janeiro de 2023 às 17:12
(Foto: Freepik)

COM ASSESSORIAS – A imprensa do Brasil noticiou o falecimento do jovem Vitor Marcos de Oliveira, de 25 anos, que morreu à espera de atendimento médico na porta de um hospital em São Paulo, no último dia 05. Ele era obeso e necessitava de equipamentos adequados para atendê-lo. O atendimento foi recusado por seis hospitais, ou por superlotação ou por falta de equipamentos necessários para pacientes obesos.

O médico e Secretário Municipal de Saúde de Araucária, Adilson Seigi Suguiura explica que o atendimento a pacientes com obesidade mórbida é sempre mais complexo e requer um tratamento adequado, devido a algumas peculiaridades. “É necessário ter macas e equipamentos especiais para o suporte, além disso, respiradores especiais, para intubar o paciente também requer muitas vezes um anestesista e um médico mais experiente, exames de imagens também acabam tendo um nível de dificuldade maior”, explica.

Em Araucária o município conta com uma estrutura que dá suporte para o atendimento adequado para pacientes com obesidade mórbida. “O paciente será atendido na UPA ou no HMA, estabilizado e entubado, se necessário. Mas, dependendo do quadro clínico e sinais de instabilidade, poderá precisar de internamento em hospital com linha de cuidado para urgência / emergência de obeso mórbido (Angelina Caron, Rocio, HC e Evangélico)”, explica a médica Patrícia Beleski, diretora técnica da Secretaria Municipal de Saúde.

A médica destaca ainda que estes são hospitais referência que fazem bariátrica e têm estrutura para atendimento para pacientes com mais de 150 quilos, que são os considerados com obesidade mórbida.

É importante citar que para a transferência o SAMU também conta com uma maca especial e, para casos pontuais, o SIATE oferece apoio com carro maior e guindaste. “Todo o fluxo é pensado para oferecer o atendimento adequado e seguro para esses pacientes”, finaliza Patrícia.

Prevenção e acompanhamento

Em Araucária, a Secretaria Municipal de Saúde (SMSA) oferece para a população um grande diferencial em relação às outras prefeituras que é o atendimento nutricional individualizado, oferecido pela atenção secundária. Os pacientes que estejam com algum grau de obesidade podem procurar a sua Unidade de Saúde referência que fará o encaminhamento para o atendimento nutricional.

Além disso, o município oferece acompanhamento psicológico, médico, com especialidades como endocrinologista e também a linha de cuidado com cirurgia bariátrica pelo SUS para os pacientes que se enquadram.