Grande Curitiba

Alunos do CEMAE realizam atividades de Equoterapia pela Rede Municipal de Ensino

Destaca-se a importância e os benefícios da modalidade à saúde mental dos 40 estudantes campo-larguenses atendidos nesta terapia
16 de agosto de 2021 às 17:08
(Foto: Divulgação/PMCL)

COM ASSESSORIAS – A Secretaria Municipal de Educação desenvolve atendimento e atividades de Equoterapia no Centro Equestre Pianaro, proporcionados aos estudantes matriculados na Rede Municipal de Ensino que necessitam da específica terapia para a melhora do desenvolvimento cognitivo e motor.

Os encaminhamentos são realizados através CEMAE (Centro Municipal de Atendimento Educacional Especializado) para 40 estudantes campo-larguenses.

A Equoterapia é uma terapia com cavalos e serve para estimular o desenvolvimento da mente e do corpo. Ela complementa o tratamento de pessoas com deficiências ou necessidades especiais, como a síndrome de Down, paralisia cerebral, acidente vascular cerebral (AVC), esclerose múltipla, hiperatividade, autismo, por exemplo.

A modalidade de terapia é realizada em ambiente adequado e especializado. Os cavalos recebem treinamento para que o desenvolvimento do estudante seja estimulado e o tratamento não seja comprometido. Durante todas as sessões é importante, além do equitador, a presença de um terapeuta (fisioterapeuta, psicólogo, terapeuta ocupacional, musicoterapeuta, pedagogo), disponibilizado pela Secretaria Municipal de Educação.

A interação do praticante com o cavalo, incluindo os primeiros contatos e cuidados preliminares, o ato de montar e o manuseio final desenvolve também novas formas de socialização, autoconfiança e autoestima. A modalidade é direcionada às atividades específicas para cada caso. O estudante recebe todas as informações sensitivas e psicomotoras aliadas à prática da atividade.

BENEFÍCIOS – Iniciam-se no contato e convívio com o animal em si e com todo o seu ambiente, pois, além do bem estar emocional e de uma promoção da qualidade de vida, contribui para a saúde emocional e física do praticante.

Os movimentos proporcionados pelo cavalo estimulam o deslocamento do corpo, trabalham reações de equilíbrio, coordenação motora, esquema corporal, melhoram a postura do tronco ereto e o tônus muscular. A interação com o animal também ajuda na diminuição da ansiedade, diminuição da agressividade, controle das emoções, superação de medos e desafios; desenvolve a afetividade, a socialização e maior atenção e concentração.

As sessões de Equoterapia promovem ganhos relacionados à fala, linguagem, processos de memória, organização espaço-temporal, percepção visual e auditiva, raciocínio lógico e comunicação.

A secretária de Educação do município, Dorotéa Stoco, explica que as atividades educacionais desenvolvidas no CEMAE são praticadas em consonância com a avaliação dos profissionais da Saúde, que também atuam juntos aos profissionais da Educação, no Centro Municipal de Atendimento Educacional Especializado da cidade.