Grande Curitiba

Curitiba é destaque em reunião sobre mudanças climáticas

10 de setembro de 2021 às 16:25
(Foto: Daniel Castellano/SMCS)

COM ASSESSORIAS – O prefeito Rafael Greca foi um dos participantes de um debate a respeito da colaboração mundial contra as mudanças climáticas. A programação aconteceu nesta sexta-feira (10/9), via videoconferência e reuniu prefeitos membros da Rede de Cidades C40 de diversas partes do mundo, incluindo o presidente da C40 e prefeito de Los Angeles, Eric Garcetti.

Greca esteve acompanhado da secretária do Meio Ambiente, Marilza Oliveira Dias, e do assessor de Relações Internacionais, Rodolpho Zannin Feijó, na transmissão que aconteceu a partir do Salão Brasil. Para o prefeito, o mundo precisa trabalhar fundamentalmente para resolver a questão do aquecimento global.

“Neste sentido, contem com Curitiba”, anunciou. “Nossa cidade procura ampliar o horizonte – ou seja, ir além do que os olhos enxergam – para o Brasil e para o mundo. Temos um Plano de Ação Climática (Planclima), que busca a neutralidade de carbono até 2050, com plantios de árvores, hortas comunitárias e uma fazenda urbana, além do investimento maciço em energia solar”, exemplificou, citando projetos como o Palácio Solar 29 de Março e a futura Pirâmide Solar do Caximba, em licitação.

Garcetti, ao agradecer aos presentes, citou a fala de Greca e concordou que, na questão climática, sempre se pode e se deve buscar e querer mais avanços. “Podemos nos superar e é o que temos visto com metas e ações tão ambiciosas das nossas cidades”, avaliou.

O evento contou com a participação do enviado especial para mudanças climáticas da China, XIE Zhenhua, e com a fala de prefeitos de grandes cidades do país para mostrar o que vem sendo feito. Para Greca, a China vem, com outras nações do mundo, assumindo o protagonismo na luta contra o aquecimento global.

Participaram, ainda, o diretor de diplomacia internacional da C40, David Miller, como mediador. No mesmo painel de Curitiba, estiveram representadas as cidades de Melbourne, na Austrália, pela prefeita Sally Capp; e de Istambul, pelo prefeito Ekrem Imamoglu.

Políticas públicas locais

Com vocação ambiental, Curitiba já tem uma série de ações que visam a recuperação do ambiente urbano, a redução de emissões de gases e a mitigação dos efeitos das mudanças climáticas, boa parte delas, em parceria com a Rede C40. Entre elas, destacam-se:

Amigo dos Rios e 100 Mil Árvores

Programas que promovem melhorias ambientais com a participação da comunidade e consistem, basicamente, na limpeza dos corpos hídricos e na recomposição da vegetação nativa, respectivamente.

Curitiba Mais Energia

O programa visa popularizar o uso da energia limpa na cidade. Já foi responsável pela implantação de painéis fotovoltaicos no Palácio 29 de Março e pelos projetos para instalação da Usina Solar do Caximba no aterro sanitário desativado e em terminais de ônibus e na rodoferroviária, em licitação. Os projetos foram selecionados pelo C40, Cities Finance Facility, para apoio na elaboração. O Curitiba Mais Energia ainda conta ainda com painéis no Salão de Atos do Parque Barigui e com a CGH Nicolau Kluppel, que gera energia na queda d’água do Parque Barigui.

Gestão de Risco Climático Bairro Novo do Caximba

Com o financiamento de US$ 57 Milhões da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), aborda principalmente a questão de adaptação e do aumento da resiliência urbana, com ações de relocação de famílias de áreas de risco, implantação de um dique para a contenção de cheias, reestruturação urbana e a construção de um parque linear.

Mobilidade urbana

A melhoria da infraestrutura de calçadas e cicloviária para promover a mobilidade ativa e a modernização do INTER 2 e do BRT Leste-Oeste, também são exemplos de projetos que reforçam a importância da redução de emissões de GEE provenientes dos combustíveis fósseis.

Segurança alimentar

Implantação de hortas comunitárias e da Fazenda Urbana, com seus respectivos Jardins de Mel, garantindo a população de abelhas sem ferrão para polinização, por meio da Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional. Além de garantir alimentação de qualidade, reforça a infraestrutura verde da cidade com cultivos naturais.

Reserva Hídrica do Futuro

Projeto busca ampliar a capacidade de reservação de água para o consumo da população, tanto por meio da implantação de caixas d’água em comunidades que sofrem com os problemas do abastecimento, bem como por meio da reservação hídrica ao longo das áreas das cavas do rio Iguaçu.