Grande Curitiba

Mesa Solidária chega a 500 mil refeições distribuídas aos mais carentes

5 de outubro de 2021 às 11:22
(Foto: Hully Paiva/SMCS)

COM ASSESSORIAS – O Programa Mesa Solidária da Prefeitura já garantiu 500 mil refeições gratuitas para a população em risco social desde o seu lançamento em dezembro de 2019. A marca foi atingida no último domingo (3/10).

O programa municipal é uma ação conjunta de órgãos da Prefeitura, como Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (SMSAN), Fundação de Ação Social (FAS) e Secretaria Municipal de Defesa Social e Trânsito, que cedem locais e apoio logístico, com entidades parceiras (instituições religiosas, ONGs e movimentos de ajuda às pessoas em situação de rua), que adquirem, preparam e servem os alimentos.

Com a pandemia, o Mesa Solidária foi ampliado, com novas adesões de entidades, abertura de mais pontos de atendimento e apoio de feirantes, permissionários dos Sacolões da Família e comerciantes dos Mercados Públicos da capital, que passaram a doar as chamadas “xepas” de hortaliças e frutas (alimentos sem valor comercial). Além disso, toda a produção de verduras da Fazenda Urbana da Prefeitura vai para o preparo de pratos do Mesa Solidária.

Hoje são quatro espaços atendendo o Mesa Solidária: os restaurantes populares do Capanema (Jardim Botânico) e da Praça Rui Barbosa (Centro), o Centro POP Plínio Tourinho (Rebouças) e o Mesa Solidária Luz dos Pinhais, atrás da Catedral (Centro).

Ajuda bem-vinda

Sem emprego fixo há mais de um ano, o servente de pedreiro Joaquim Pedroso da Silva, 60 anos, conta que as refeições do programa estão ajudando a diminuir as dificuldades. “É uma grande ajuda pra nós. Quando não consigo trabalho e, fico sem dinheiro, as vezes é o que salva a gente”, salienta ele, que frequenta o espaço do programa no Centro POP Plínio Tourinho, no Rebouças.

“Venho sempre aqui, é uma comida muito boa, às vezes a única do dia. Eu ando muito por causa do trabalho, então preciso me alimentar bem”, conta Daniel Gomes da Silva, 60 anos, que trabalha com reciclagem e faz suas refeições também no Mesa Solidária da Plínio Tourinho.

Mais dignidade

Luiz Gusi, secretário municipal de Segurança Alimentar e Nutricional, comemora a marca de 500 mil refeições distribuídas pelo Mesa Solidária. “São, em média, mil refeições por dia nos três espaços do programa. Com isso estamos dando mais dignidade às pessoas em situação de risco social, aos moradores de rua, com locais limpos e confortáveis e que seguem as boas práticas de segurança alimentar”, diz.

Fabiano Vilaruel, presidente da FAS, lembra ainda que o Mesa Solidária se tornou ainda mais importante com o avanço da pandemia desde o ano passado. “Com a covid aumentando o desemprego e deixando mais pessoas em risco social, tivemos que mobilizar ainda mais parceiros para ampliarmos a oferta”, justifica ele.

Novo espaço

Já estão adiantadas as obras do Espaço Social do Mesa Solidária, que integrará um complexo inédito sob o Viaduto do Capanema, na Avenida Doutor Dário Lopes dos Santos, no bairro Jardim Botânico (do lado oposto ao Restaurante Popular do Capanema). O futuro Espaço Social do Mesa Solidária deverá ser inaugurado até o fim de dezembro e contará com cozinha, salão de refeições com 80 lugares, área de higienização e banheiros para pessoas em situação de risco atendidas pelo programa. O local também irá receber o 35º Armazém da Família da cidade.