Grande Curitiba

Mulheres são selecionadas para emprego e sonham em voltar a ter carteira assinada

10 de novembro de 2021 às 16:33
(Foto: Sandra Lima)

COM ASSESSORIAS – Mãe de quatro filhos, Patrícia Aparecida Drobisneski, 40 anos, conseguiu um novo emprego com carteira assinada. Ela foi selecionada em um processo seletivo realizado pela rede de supermercados Muffato, nesta quarta-feira (10/11), no auditório da Regional CIC, em parceria com a Fundação de Ação Social (FAS).

“Estou muito otimista, quero voltar a ter carteira assinada porque assim a gente tem mais segurança”, disse a mulher ao sair da primeira etapa do processo seletivo e seguir até uma das lojas indicadas, onde passaria por nova entrevista, desta vez com o gerente da unidade.

Com a confirmação da vaga, horas depois, Patrícia deixará para traz as dificuldades enfrentadas nos últimos cinco anos, período em que tem trabalhado como diarista e auxiliar de cozinha. “A vida está muito difícil, ainda mais com a pandemia”, contou a mulher que é atendida pela FAS, no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Barigui, onde tem acesso ao crédito alimentar no valor de R$ 70 para compras no Armazém da Família.

Sonho da estabilidade

Assim como Patrícia, Kelley Regina Cordeiro dos Santos, 32 anos, que também tem quatro filhos, voltou a sonhar com a estabilidade de um emprego com carteira assinada e salário caindo na conta todo o mês. Ela foi encaminhada para a segunda entrevista para trabalhar como balconista de panificadora da loja do bairro São Braz, das 14h às 22h.

“O horário é ótimo, posso fazer minhas coisas em casa, pela manhã, e dar almoço para meus filhos antes de sair trabalhar”, disse ela, animada, ao deixar a entrevista de emprego. Kelley era cuidadora de idoso, mas se viu obrigada a deixar o emprego durante a pandemia da covid-19 para cuidar dos filhos que estavam sem escola.

De lá para cá, a vida não tem sido fácil para Kelley. Para manter a casa, na Cidade Industrial, bairro onde mora desde que nasceu, ela trabalha como diarista, além e fazer bicos. “Eu faço tudo o que aparecer, jardinagem, capino terreno, pinto casa”, disse a mulher que cuida dos filhos sozinha, desde que se separou do marido por causa de violência doméstica. O que recebe é usado para pagar o aluguel, de R$ 500, que está atrasado.

A mulher tem o apoio da FAS para a compra de alimentos. No Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Vila Nossa Senhora da Luz, ela recebe o auxílio alimentar no valor de R$ 70 usado para compras no Armazém da Família. No Cras, Kelly também foi inserida no Cadastro Único para acessar o Bolsa Família, que garante o pagamento da água e da luz.

Olho no olho

Além de Patrícia e Kelly, dezenas de pessoas foram à Regional CIC para participar do processo seletivo, que foi realizado das 8h às 16h. Somente pela manhã, 43 pessoas foram entrevistadas e 20 delas encaminhadas para a nova etapa do processo seletivo.

No local, três colaboradoras do Muffato entrevistaram os candidatos. Neste momento, a empresa espera contratar 27 trabalhadores até a próxima sexta-feira. Há a expectativa que outras 40 vagas sejam abertas nos próximos dias.

A analista de recrutamento de seleção do Muffato, Brisa Pelissere, explicou que durante a entrevista é levado em conta principalmente o alinhamento com o perfil da empresa, as experiências profissionais, a localidade onde mora e também o tempo de permanência nos empregos anteriores.

Brisa elogiou a ação que coloca frente a frente empresa e candidatos. “Esse tipo de processo seletivo facilita o preenchimento de vagas e traz agilidade”, explicou.

Novo modelo

A FAS vem investindo na promoção de processos seletivos em locais públicos do município. “Embora exista o Sine, que é um sistema nacional, estamos mudando o direcionamento das pessoas para acesso a oportunidades de emprego”, explicou o diretor de Relações do Trabalho da FAS, Adriano Benedito Laurindo.

“Nosso objetivo é fazer o encontro das empresas, que têm a necessidade do mercado, e as pessoas que buscam uma vaga de emprego, principalmente aquelas que estão em situação de vulnerabilidade social”, concluiu.

Assim como o Muffato, outras empresas já aderiram à nova modalidade implantada pela FAS, entre elas a rede de supermercados Condor, a empresa de logística MG Curitiba, a casa de carnes Boi and Beer. A próxima será o McDonalds do Park Shopping Barigui que procurou a FAS para um processo seletivo.

Agendamento

Para buscar vagas de emprego, os interessados devem agendar atendimento em uma das dez unidades do Sine por meio da Agenda On-Line, no site da Prefeitura de Curitiba ou acessar o aplicativo Sine Fácil.

Empresas interessadas em ofertar vagas de emprego e usar gratuitamente os espaços públicos do município devem enviar e-mail para o endereço [email protected] ou entrar em contato com a Central de Vagas do Sine pelo telefone (41) 3250-7436.