Grande Curitiba

Vereadores reconhecem o trabalho do pastor Jamil Pereira

Por iniciativa do Pastor Marciano Alves, ele será cidadão honorário de Curitiba, um dos títulos mais importantes entregues pela CMC
3 de maio de 2022 às 16:09
(Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)

A Câmara Municipal de Curitiba (CMC) aprovou, nesta terça-feira (3), os sete projetos de lei da pauta, quatro deles em primeira votação. Uma das propostas apoiadas em plenário foi a Cidadania Honorária da capital paranaense ao pastor Jamil Pereira, que há 25 anos é o vice-presidente das Igrejas Visão Missionária (006.00012.2021). O título é o mais importante que o Legislativo concede naturais de outras cidades.

De iniciativa do vereador Pastor Marciano Alves (Solidariedade), a matéria teve, no primeiro turno, 27 votos a favor e 2 abstenções (006.00012.2021). Nascido na cidade de Severina, norte de São Paulo (SP), o homenageado chegou a Curitiba em 1995. O autor destacou sua atuação não só no ministério pastoral, mas como líder comunitário.

Conforme Alves, as Igrejas Missão Visionária contam com mais de 600 templos no Paraná e 3,5 mil templos em todo o país. “Ele dirige a sede do Fazendinha, sendo membro atuante, influente, nessa comunidade, promovendo sempre o bem-estar social e espiritual em toda a Curitiba, levando multidões para Cristo através de seu ministério. Além de promover inúmeras cruzadas de fé através da rádio Tropical”, afirmou.

O vereador ainda frisou o trabalho do homenageado na área social. Segundo ele, o pastor Jamil foi responsável pela arrecadação de mais de 3 mil cestas básicas, distribuídas em diversas regiões da cidade, durante a pandemia da covid-19. Em 2018, também encampou movimento pela reconstrução de casas por incêndio na Vila Corbélia, comunidade da CIC.

“Gostaria de registrar minha admiração pelo pastor Jamil. Nos juntamos por diversas ocasiões nas lutas pela moradia, mas principalmente pelos direitos humanos na comunidade do Corbélia”, ressaltou Renato Freitas (PT). “A gente percebe que é a igreja saindo das quatro paredes”, observou Noemia Rocha (MDB).

A Câmara de Curitiba também reconheceu, em primeiro turno, proposta do vereador Tico Kuzma (Pros) para declarar de utilidade pública municipal a Federação de Esgrima do Paraná (FEP). Sem fins lucrativos, a associação de caráter desportivo foi fundada em 1950.

A entidade tem sede na cidade de Curitiba, no Novo Mundo, e, conforme o relatório de atividades executadas nos últimos três anos, promoveu e apoiou a realização de campeonatos, estágios e cursos de formação técnica para atletas da modalidade. O projeto teve 32 votos favoráveis e 2 abstenções (014.00026.2021).

As duas propostas, assim como as mensagens do Executivo referentes à previdência do funcionalismo, retornam à pauta, nesta quarta (4), para a palavra final dos vereadores. A sessão também terá, na Tribuna Livre, debate alusivo ao Dia Mundial do Rim.

Segundos turnos

O plenário confirmou, nesta manhã, os três projetos de lei que constavam na ordem do dia para a análise em segundo turno. Com 33 votos favoráveis e 1 abstenção, segue para a sanção ou o veto do Executivo a declaração de utilidade pública à Afeka Brasil. (014.00028.2021).

A organização social, que tem à frente Carlos Brasileiro, policial militar e pastor, desenvolve ações assistenciais no bairro Cajuru e trabalhos no atendimento a migrantes. “É importante que a sociedade se organize”, defendeu o autor, Ezequias Barros (PMB), na discussão em primeiro turno.

A partir de proposta de Flávia Francischini (União), os vereadores acataram alteração na lei municipal 12.798/2008, que instituiu o Dia Cívico Comemorativo da CIC. A ideia é fixar a data no dia 27 de março, em vez do último domingo do mês (005.00305.2021). O placar, nesta terça, foi de 31 votos favoráveis à mudança e 2 abstenções. Segundo a parlamentar, o pedido partiu da própria comunidade.

O vereador Toninho da Farmácia (União) também recebeu o apoio da CMC, em segundo turno, para aprovar o projeto de lei que denomina de Miguel Ledis, líder comunitário falecido em maio de 2020, um jardinete do bairro Tatuquara (008.00015.2021). O equipamento público, localizado na rua Alberto Cominese, próximo ao cruzamento com a Dari Delivar Tadeu de Mattos, foi implantado graças a uma emenda parlamentar. A proposta teve 30 votos “sim e 1 “não” (008.00015.2021).

Fonte: Câmara Municipal de Curitiba