Grande Curitiba

Câmara de Curitiba obtém 35% de economicidade em equipamentos de informática

Homologação do pregão 8/2022 foi publicada no Diário Oficial do Município.
6 de junho de 2022 às 11:42
(Foto: Carlos Costa/CMC)

A Câmara Municipal de Curitiba (CMC) obteve 35,32% de economicidade no pregão 8/2022, realizado no dia 9 de maio, para registro de preço de equipamentos de informática. O teto da licitação era de R$ 758,5 mil, para 15 lotes distintos, dos quais apenas um não recebeu propostas. Com a competição entre os fornecedores, por meio do portal eletrônico www.licitacoes-e.com.br, o custo caiu para R$ 486,6 mil. Os itens adquiridos serão utilizados na readaptação da CMC para o trabalho pós-pandemia, com a retomada da atividade presencial e o aperfeiçoamento das escalas híbridas.

A relação com as empresas vencedoras de cada lote foi publicada na edição 104 do Diário Oficial do Município, datada de 1º de junho. Ali está o registro de que a empresa Jama Tecnologia venceu a disputa pelos lotes 1 (14 tablets, ao custo total de R$ 29,6 mil, com economicidade de 20,98%) e 2 (2 tablets com caneta portátil, R$ 6 mil, 17,26%); a Maxicomp prevaleceu no lote 4 (200 teclados, R$ 14,5 mil, 68,28%); a JGL apresentou o menor preço no lote 5 (200 mouses, R$ 3,6 mil, 86,05%); e o fornecedor Augusto Gasperin arrematou os lotes 6 (113 monitores, R$ 261 mil, 24,84%), 7 (37 monitores, R$ 83,9 mil, 26,24%) e 11 (1 SSD externo, R$ 1,8 mil, 51,40%).

Já a empresa Braslync venceu o lote 8 (250 headsets, ao custo total de R$ 28,5 mil, com economicidade de 60,84%); a RF Produções apresentou menor valor para o lote 9 (100 webcams, R$ 18,4 mil, 63,52%); a fornecedora Juliana da Silva conquistou o lote 10 (150 suportes para notebook, R$ 9 mil, 24,27%); a Inovamax prevaleceu no lote 12 (1 microconversor bidirecional SDI/HDMI, R$ 1,4 mil, 0,61%); a Via Lumens arrematou os lotes 13 (1 televisor 65’, R$ R$ 4,1 mil, 21,67%) e 14 (5 televisores 55’, R$ 16,5 mil, 18,25%); e a MP Importação ficou com o lote 15 (5 televisores 32’, R$ 7,5 mil, 28,46%).

A conclusão da licitação não significa que a CMC irá adquirir todos esses itens imediatamente, pois o certame foi feito na modalidade registro de preço. Isso quer dizer que, quando o Legislativo precisar dos itens, acionará as empresas vencedoras, fará a requisição do que precisa, naquele momento, e pagará proporcionalmente, dentro do custo unitário fixado, pelos bens adquiridos. A expressão economicidade se refere à diferença entre o teto da licitação e o valor cobrado pelas empresas que arremataram os lotes e mostra quanto o Legislativo poupou ao fazer a aquisição via disputa pública de preços.

Pregão eletrônico

No próximo dia 15 de junho, às 9h, a Câmara de Curitiba realizará um pregão eletrônico para contratar empresa especializada em serviços de chaveiro. O teto previsto para a licitação é de R$ R$ 26,2 mil e a descrição do que se deseja contratar está disponível no Portal da Transparência, no item relacionado ao Pregão 11/2022. O certame será realizado online por meio da plataforma www.comprasgovernamentais.gov.br (código UASG 927631).

Fonte: Câmara Municipal de Curitiba