Grande Curitiba

Pauta dos agentes e dos servidores da Fundação Cultural são debatidas

15 de agosto de 2022 às 12:00
(Foto: Levy Ferreira/SMCS)

COM ASSESSORIAS – A revitalização dos espaços culturais foi um dos assuntos debatidos nesta sexta-feira (12/8) entre os gestores da Secretaria de Administração, Gestão de Pessoal e Tecnologia da Informação (Smap) e da Fundação Cultural de Curitiba (FCC) e representantes do Sindicato dos Servidores Municipais de Curitiba (Sismuc), na sede da Smap, no São Francisco. A reunião de negociação faz parte do debate entre a administração e os sindicatos que encaminharam no início do ano suas pautas para discussão em 2022.

O diretor Administrativo e Financeiro da FCC, Cristiano Augusto Solis de Figueiredo Morrissy, afirmou que o Cine Guarani, espaço que funciona dentro do Portão Cultural, está entre os locais que serão renovados pela Prefeitura de Curitiba. “Queremos que ele funcione a exemplo do Cine Passeio, na região central, com som e projeção de qualidade e preços acessíveis”, comparou.

Ao falar do cuidado que a cidade tem para levar programação cultural de qualidade à população, Morrissy citou ainda o Teatro da Vila na CIC, que agora tem um projetor digital e é o novo espaço cultural da região sul da cidade.

Ele informou que, além das obras maiores, a manutenção dos espaços é feita de forma permanente com uma equipe dedicada a este trabalho, para trazer conforto e acessibilidade aos que utilizam os espaços culturais da cidade. “Estamos atentos aos 75 espaços vinculados à Fundação Cultural”, completou.

Meia-entrada

A equipe da Fundação Cultural informou aos representantes do Sismuc que os servidores pagam meia-entrada no Cine Passeio quando fazem o pagamento utilizando o Cartão Qualidade.

Eles enfatizaram a importância de os servidores desfrutarem da variada programação cultural da cidade difundida pela FCC, com a oferta de eventos gratuitos e muitos com baixo custo.

Para saber o que está em cartaz, basta acessar o guia Curitiba Apresenta – Faça, Curta e Confira Cultura em Curitiba ou acompanhar pelas redes sociais.

Ao falar do organograma da FCC, um dos pontos levantados pelo Sismuc, a superintendente da Smap, Luciana Varassin, que conduziu a reunião, esclareceu que um novo organograma depende da revisão das carreiras da Fundação, o que deve ser iniciado em breve. “Temos que levar em conta qual a necessidade da FCC nos dias de hoje, diante das atuais características dos equipamentos culturais, da necessidade da população e da evolução tecnológica”, observou Luciana.

Luciana e Cristiano destacaram a importância do Icac para o desenvolvimento de projetos culturais na cidade. “O Icac permite manter a qualidade do que promovemos. Todos os serviços são administrados pela Fundação Cultural, responsável pela política cultural da cidade. Os serviços do Icac têm excelência e esta foi a opção da gestão”, esclareceu o diretor.

Agentes administrativos

A pauta dos agentes administrativos foi tema de outra reunião nesta sexta-feira (12/8). Parte dos assuntos já havia sido debatida em outros encontros realizados com o Sismuc no mês de julho.

A superintendente Luciana reafirmou que os critérios definidos para os decretos que estabelecerão como será a aplicado o Programa de Gestão de Desempenho Funcional da Prefeitura de Curitiba, aprovado pela Câmara Municipal de Curitiba, serão apresentados previamente aos sindicatos. Ela já havia feito esse compromisso com os vereadores e representantes dos sindicatos que participaram de reunião na Câmara no mês de junho.

As atas das reuniões com os sindicatos ficam disponíveis no Portal do Servidor. Na parte inferior do site, basta clicar em “Documentos de Negociação Sindical”.

Presenças

Além dos representantes da Smap e da Fundação Cultural, a reunião teve a presença dos seguintes representantes do Sismuc: Alessandra Claudia de Oliveira, Ana Carolina Pacheco, Juliana de Lara, Edicleia Farias, Niuceia Oliveira e o advogado Ludimar Rafanhim. Na reunião sobre os agentes, participou também Marcos Aurelio Alves da Silva.