Grande Curitiba

Conheça as ações da Prefeitura no mês contra o desperdício de alimentos

2 de setembro de 2022 às 11:13
(Foto: Hully Paiva/SMCS)

COM ASSESSORIAS – O Dia Internacional de Conscientização sobre Perda e Desperdício de Alimentos é comemorado em 29 de setembro. Em Curitiba, a Prefeitura tem desenvolvido ações com a preocupação em aumentar o engajamento da população nas causas da redução do desperdício e do combate à fome. São programas e ações integrados desenvolvidos pela Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (SMSAN).

Durante todo o ano, são oferecidos cursos gratuitos e palestras com temas como Educação Alimentar e orientações sobre a separação e destinação correta dos alimentos que perderam valor comercial, mas que podem ser aproveitados para o consumo humano.

As ações já fazem parte da rotina em espaços públicos como Ruas da Cidadania, escolas, feiras, Armazéns da Família, Sacolões da Família, Mercado Municipal e até em praças e hortas urbanas. As aulas ocorrem na unidade móvel da SMSAN e também na Fazenda Urbana do Cajuru.

Mercado Municipal

No Mercado Municipal, comerciantes de hortifrútis já têm o hábito de separar o que não será aproveitado para a venda. Até agosto deste ano, a unidade destinou mais de 14 toneladas para o Banco de Alimentos de Curitiba.

O presidente da Associação dos Comerciantes Estabelecidos no Mercado Municipal de Curitiba (Ascesme), Cleverson Augusto Schilipack, conta que a ideia é transformar o local no primeiro mercado público do Brasil totalmente sustentável. “A sustentabilidade tem sido nosso foco, priorizando a separação dos alimentos e o investimento em energias limpas e renováveis para em breve nos tornarmos o primeiro mercado resíduo zero do país”, afirma.

Banco de Alimentos

Vinculado à Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (SMSAN), o Banco de Alimentos de Curitiba recebe alimentos próprios para o consumo humano, mas que perderam o valor comercial (têm algum tipo de “machucadinho”). São as chamadas “xepas” de feiras e mercados de hortifrútis.

As doações também chegam de outros espaços da Prefeitura. Das 85 feiras livres, foram arrecadadas 61 toneladas de alimentos de janeiro a agosto; nos Sacolões da Família, as 11 unidades somaram 52 toneladas; e o Mercado Regional Cajuru salvou aproximadamente 17 toneladas de comida que iriam para lixo no mesmo período.

O diretor do Departamento de Operação Agroalimentar, Eliseu Alves Maciel, afirma que o esforço é para que o mínimo seja desperdiçado. “Além do Banco de Alimentos e entidades carentes, o que sobra vira alimento para animais ou adubo para novos plantios, conta Maciel.

Menos desigualdade

Criado pela Prefeitura há dois anos para ajudar a reduzir os impactos da pandemia na população mais carente, o Banco de Alimentos de Curitiba arrecadou junto à comunidade, até julho de 2022, 342 toneladas de alimentos na capital. São gêneros alimentícios da cesta básica e hortifrutigranjeiros usados como ingredientes para as refeições gratuitas servidas à população em risco social.

Asilos, casas de apoio a crianças carentes e dependentes químicos e instituições parceiras do programa Mesa Solidária, que serve refeições gratuitas para a população em situação de rua em pontos do município, são beneficiados pelo Banco de Alimentos.

O secretário de Segurança Alimentar e Nutricional, Luiz Gusi, destaca que o Banco de Alimentos está alinhado com Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, como fome zero, saúde e bem-estar, redução das desigualdades, cidades e comunidades sustentáveis, consumo e produção responsáveis, agricultura sustentável e ação contra a mudança global do clima.

“Com o Banco de Alimentos, insumos perfeitamente possíveis de serem consumidos chegam à mesa dos que mais precisam. Já o que não poderá mais ser consumido é usado no processo de compostagem, virando um poderoso adubo orgânico para a produção de hortifrútis, tanto na Fazenda Urbana como nas 114 hortas comunitárias da cidade”, ressalta Gusi.

Como doar para o Banco de Alimentos

Entidades, empresas e até pessoas físicas interessadas em doar para o Banco de Alimentos de Curitiba podem ter informações pelos telefones (41) 99207-9077 e pelo email [email protected]