Grande Curitiba

Tênis de Mesa muda a vida de curitibano depois de acidente

20 de dezembro de 2022 às 16:05
(Foto: Divulgação)

COM ASSESSORIAS – O curitibano Cincler Trevisan sofreu um acidente automobilístico em 2001, quando voltava da balada com um amigo. O motorista alcoolizado perdeu o controle do veículo e capotou. Foram três dias em coma, traumatismo craniano, derrame no pulmão, além de uma compressão na medula óssea. O acidente provocou a paralisia dos membros inferiores de Cincler.

Aos 24 anos, ele viveu momentos de dor e sofrimento, mas em 2003 passou a frequentar a Associação dos Deficientes Físicos do Paraná (ADFP), onde reaprendeu a fazer tudo, mas em uma cadeira de rodas.

Na associação, onde também fez a reabilitação, Cincler foi apresentado ao Tênis de mesa, esporte que mudaria sua vida. Em pouco tempo, ainda em 2005, foi para sua primeira competição em Itajaí (SC), conquistando duas medalhas de Bronze, depois vieram outros campeonatos onde sempre esteve entre os três primeiros. Em 2008 foi para o Campeonato Brasileiro em Goiânia (GO), onde mais uma vez garantiu o 3º lugar no Individual Classe 3.

“Eu ganhei uma nova chance de retomar às atividades que poderiam me devolver a oportunidade de me sentir inserido novamente na sociedade de forma mais natural”, afirmou Cincler.

A partir dessa competição Cincler se dedicou completamente ao esporte. Hoje, além de ser atleta incentivado pelo Programa de Incentivo ao Esporte da Prefeitura de Curitiba, ele é tetracampeão representando Curitiba nos Jogos Abertos do Paraná, tetracampeão brasileiro representando Curitiba nas seleções estadual, em 2021 e 2022, vice-campeão brasileiro representando Curitiba na Seleção Estadual de duplas mista, fechando o ano em 5º lugar no ranking nacional e 2º no ranking da Região Sul.

“Se hoje eu consigo participar destas competições e conquistar estes resultados, é graças ao apoio da Lei de Incentivo ao Esporte da Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Juventude, do Bolsa Atleta e da Geração Olímpica. Eu agradeço a Deus por ter me dado uma segunda chance na vida e escrever uma nova história”, agradeceu o atleta curitibano.

Em 2023 Cincler seguirá defendendo Curitiba nas principais competições nacionais e internacionais, porém o treinamento se intensifica, já que o sonho de representar o Brasil na Paralimpíada de Paris em 2024 segue vivo.