Grande Curitiba

Caps AD promove ação com alunos para abordar o Setembro Amarelo

"Roda de conversa" aconteceu na última semana com alunos do 8º e 9º ano da Escola Estadual Luarlindo dos Reis Borges
4 de outubro de 2021 às 17:22
(Foto: Divulgação/PMP)

COM ASSESSORIAS – A equipe de profissionais do Centro de Atendimento Psicossocial – Álcool e Drogas (Caps AD) promoveu na última semana uma ação alusiva ao Setembro Amarelo, que tem o objetivo de conscientizar sobre a prevenção do suicídio, com alunos da Escola Estadual Luarlindo dos Reis Borges.

A atividade envolveu alunos do 8º e 9º ano do estabelecimento de ensino que fica no bairro Maria Antonieta. A “Roda de conversa” foi uma oportunidade para falar sobre os objetivos da campanha, mostrar aos jovens quais são os sinais que uma pessoa apresenta quando está pensando em se suicidar, trabalhar a questão da prevenção e como é possível buscar ajuda na rede pública de saúde.

O psicólogo Tiago Rafael Wentzel explica que a “Roda de conversa” criou uma dinâmica onde grupos de 9 a 12 participantes tratavam do assunto por aproximadamente 40 minutos, depois produziam materiais, cartazes com algumas frases que foram fixados em diferentes pontos da escola. Tiago comenta que o resultado foi positivo e que além de conversar com os jovens, a iniciativa buscou conhecer o que os adolescentes sabem sobre o assunto, levou orientação, conhecimento e viu demandas, além de realizar um trabalho de acolhimento, e em alguns casos, fazer o encaminhamento necessário. “Foi importante voltar a ter este contato com os jovens, vermos as necessidades que eles têm e observarmos a questão da saúde mental nas escolas. A demanda escolar sempre existiu, mas hoje está de um jeito diferente, necessita de mais intervenção e vemos pontos que podem ser trabalhados pela gestão pública, o que podemos fazer. Isso é importante porque hoje o contexto é outro, e isso afeta o comportamento. O momento em que vivemos, não só a pandemia, a questão envolve o fator econômico, as próprias mudanças na adolescência, tudo isso faz com que estejamos mais preparados para atender esses jovens que precisam de orientação e informação dos serviços de saúde”, explicou o psicólogo.

O diretor da Escola Estadual Luarlindo dos Reis Borges, Nero Oliveira, afirmou que a ação em parceria com o Caps AD foi de grande valor. A conversa com os alunos foi fundamental, pois a unidade já teve casos de jovens que tentaram o suicídio e este trabalho de prevenção é fantástico, sendo que as crianças aprovaram. “Aqui na escola tivemos duas situações onde jovens já tinham tentado o suicídio. O que impressionou foi que na ‘Roda de conversa’ um deles deu seu depoimento para o grupo. O bacana foi que todos eles o acolheram e entenderam essa dor. O adolescente não teve vergonha de compartilhar seus sentimentos e acabou acolhido. Isso foi muito bacana, bastante produtivo, e principalmente, proveitoso para as crianças. Vendo esse trabalho, acredito que as crianças precisam ter este acompanhamento com um psicólogo, pois a prevenção é imprescindível”, afirmou o diretor.