Grande Curitiba

Durante velório da sogra, mulher tem bolsa furtada por conhecida que participava do funeral

O furto foi percebido pela vítima no momento em que o padre fazia as preces finais da celebração; aparelho foi recuperado devido a rastreador, segundo a Guarda Municipal
29 de outubro de 2021 às 14:13
Celular recuperado pela Guarda Municipal de Araucária (Foto: Divulgação / Guarda Municipal)

Uma mulher teve a bolsa com pertences furtados durante o velório da sogra no Cemitério Central de Araucária, Região Metropolitana de Curitiba, por uma pessoa que também participava da celebração, na quarta-feira (27).

De acordo com a Guarda Municipal (GM), pelo rastreador do celular foi possível encontrar o aparelho furtado, que estava na casa de uma mulher que participou do velório e era conhecida da vítima e da falecida.

Após a localização do aparelho, a suspeita pelo crime foi presa.

Além do aparelho, foram recuperados documentos da mulher sepultada, que também estavam na bolsa. Segundo a guarda, o furto foi percebido pela vítima no momento em que o padre fazia as preces finais da celebração.

“Ela sentiu a falta da bolsa na hora que o padre fazia o encerramento, mas preferiu não fazer escândalo naquele momento. A suspeita não sabia que o celular tinha rastreador, mas por meio do dispositivo a guarda encontrou o aparelho no mesmo dia, na casa dela”, contou a diretora da Secretaria de Segurança Pública de Araucária, Jaqueline Dias.

Devido ao luto, a vítima não quis se identificar, mas afirmou à Guarda Municipal de Araucária estar chocada com a forma como o furto aconteceu.

“Foi a tal situação em que a ocasião fez o ladrão. Ela estava no evento, viu a bolsa e levou o aparelho. Importante que, além do celular, recuperamos todos os documentos da falecida, o que tirou uma dor de cabeça da família”, destacou Jaqueline Dias.

Segundo a guarda, a suspeita foi autuada em flagrante na Delegacia de Araucária e foi liberada para responder em liberdade, na noite de quinta-feira (28).

“O recado importante que a gente dá é que as pessoas utilizem o rastreador de celular, porque ele faz toda a diferença para encontrar o aparelho e, neste caso, outros pertences pessoais”, concluiu a diretoria da Secretaria de Segurança Pública de Araucária.

A causa da morte da vítima sepultada na quarta-feira (27) não foi informada.

Fonte: G1