Grande Curitiba

Mulher é condenada a mais de 20 anos de prisão por matar empresária que a ajudou em assalto a cofre no Paraná

Caso aconteceu em 2020; corpo de Marlene Paula Acácio foi encontrado em área rural. Mulher também foi condenada por ocultação de cadáver, assim como o marido.
11 de novembro de 2022 às 16:02
(Foto: Reprodução/RPC)

Uma mulher foi condenada a 20 anos e seis meses de prisão em regime fechado pela morte de uma empresária em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná.

Ela foi considerada culpada por homicídio duplamente qualificado (por crime cometido à traição e para assegurar a impunidade de outro delito) e ocultação de cadáver.

Conforme denúncia, a ré roubou um cofre junto ao marido à vítima em 2020. O homem também foi condenado.

O corpo de Marlene Paula Acácio foi encontrado em uma área rural.

Imagens de câmeras de segurança registraram a empresária entrando no carro do casal quando a vítima foi vista pela última vez.

O g1 tenta localizar a defesa.

Conforme sentença, a prisão preventiva da mulher foi mantida. Ela está detida desde fevereiro de 2021.

O caso

Marlene Paula Acácio desapareceu em 17 de dezembro de 2020, quando câmeras de segurança registraram a mulher entrando no veículo.

O veículo, conforme a PC, pertencia a um casal que teve ajuda da empresária na execução de um roubo a um cofre de um parente dela no mesmo dia do desaparecimento, em Uvaranas.

Ela passou informações sobre o cofre de um parente por afinidade e, inclusive, mandou mensagem aos responsáveis da casa perguntando onde estava o objeto e se eles estariam na residência momentos antes do crime.

O casal foi preso em fevereiro do ano passado , suspeito também de terem matado e ocultado o corpo de Marlene.

O corpo dela foi localizado um mês depois.

Fonte: G1