Grande Curitiba

Doações de empresas garantem 800 mil refeições para o Mesa Solidária

5 de abril de 2022 às 16:45
(Foto: Hully Paiva/SMCS)

COM ASSESSORIAS – Dez empresas responderam ao edital de patrocínio para arrecadação de produtos para o Banco de Alimentos de Curitiba, que tem como principal beneficiado o programa Mesa Solidária da Prefeitura. O edital foi lançado no fim de 2021 e a primeira entrega de insumos ocorreu nesta terça-feira (5/5), no Centro de Distribuição dos Armazéns da Família, no Cajuru.

Aderiram ao Mesa Solidária: Deycon Comércio e Representações e Nissin (macarrão e macarrão instantâneo), Urbano Agroindustrial (arroz), Novilho Nobre Alimentos (hamburger de carne bovina), Distrilobo Representações de Produtos Alimentícios (pão de leite fatiado e sardinha), PN Alimentos Eireli (pão de leite), Comercial de Alimentos Irmãos Alves (café a vácuo), Lacticínios Tirol (queijo mussarela), Apti Alimentos (achocolatado em pó), Pontarollo Comércio de Cereais (feijão preto) e Gran Food Atacadista de Alimentos Eireli (sal).

Nos próximos oito meses, as empresas que aderiram ao edital irão doar 45,9 toneladas de gêneros alimentícios, que se transformarão em ingredientes para as refeições gratuitas servidas à população carente. Macarrão, café, arroz, feijão, carne bovina, pão, sardinha, queijo, achocolatado e sal são os itens.

“Com estes alimentos doados, temos a estimativa de preparar 800 mil refeições gratuitas até o fim do ano para pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional, em especial àquelas que vivem nas ruas”, destacou Luiz Gusi, secretário municipal de Segurança Alimentar e Nutricional, ao agradecer a representantes das empresas que participaram da entrega do primeiro lote mensal.

O Mesa Solidária é uma ação conjunta de órgãos da Prefeitura, que cedem locais e apoio logístico, com 70 instuições filantrópicas, que adquirem, preparam e servem os alimentos, e empresas privadas e feirantes, que também doam insumos para as refeições. Tudo de forma gratuita.

Resgate social

Gusi aproveitou o encontro para reforçar e compartilhar o papel de conexão do poder público no Mesa Solidária. “O município, por determinação do prefeito Rafael Greca, tem sido o articulador da ação, fazendo a conexão do setor privado com o terceiro setor, que lá na ponta faz a distribuição das refeições a quem mais precisa em espaços limpos e adequados ofertados pela Prefeitura”, frisou ele.

O secretário lembrou ainda que, além de garantir refeições à população mais carente, o Mesa Solidária tem o papel de “porta de entrada” para o resgate social. “Nos espaços onde as refeições são servidas, as equipes da FAS também buscam inserir os atendidos nos programas do município”, justificou ele.

Lançado no fim de 2019, o Mesa Solidária já distribuiu 665,7 mil refeições gratuitas e teve sua ação reforçada durante a pandemia, com abertura de novos locais e adesão de mais parceiros.

Sensibilização

Camila Borckuber, supervisora regional da Urbano Agroindustrial, disse que para a empresa é muito importante participar de iniciativas como o Mesa Solidária. “Apesar de sermos uma empresa catarinense, estamos muito presentes no mercado de Curitiba, inclusive nos Armazéns da Família, que já atendem famílias de baixa renda. Por isso, achamos importante também ajudar doando alimentos para o Mesa Solidária”, salientou ela.

Viviane Oliveira Erzinger, representante da Deycon Comércio e Representações, contou que a distribuidora e a fabricante do macarrão Nissin têm vários trabalhos sociais nas comunidades das regiões onde atuam. “No caso do Mesa solidária, ficamos muito sensibilizados após visitar um dos locais de atendimento. Por isso, as duas empresas se uniram para aderir ao edital”, lembrou.

Participaram do evento Edson Rivelino Pereira, superintendente da SMSAN; Eliseu Alves Maciel, diretor do Departamento de Operação Agroalimentar da secretaria (Sacolões da Família, mercados e feiras); Felipe Thiago de Jesus, diretor do Departamento de Estratégias de Segurança Alimentar e Nutricional da SMSAN (hortas e Fazenda Urbana); e Ivone Aparecida de Melo, diretora do Departamento de Promoção e Economia Alimentar (Armazém da Família).