Grande Curitiba

Encontro nacional busca potencializar as ações de cidades educadoras

26 de agosto de 2021 às 16:20
(Foto: Luiz Costa/SMCS)

COM ASSESSORIAS – O VIII Encontro Nacional das Cidades Educadoras e I Seminário da Secretaria Municipal da Educação – Territórios, Inovação, Educação Integral e Sustentabilidade: Contextos e Práticas foi aberto nesta quinta-feira (26/08), no formato on-line e com intérprete de Libras, com debates sobre as bases conceituais das cidades educadoras, territórios educativos e o papel das universidades nesse processo.

Os eventos vão até esta sexta-feira (27/8), com palestras, mesas redondas, painéis, relatos de experiências e grupos temáticos. O objetivo é apresentar e potencializar as ações desenvolvidas pelos municípios que integram o movimento das cidades educadoras e debater temas relativos à educação.

Além de anfitriã do encontro, a capital do Paraná foi eleita, em julho, coordenadora da Rede Brasileira de Cidades Educadoras (Rebrace). Atualmente são 21 membros da rede e a coordenadora é responsável por articular as ações e debates de interesse das cidades educadoras no país.

“Uma cidade educadora é aquela que não ensina somente a ler e a contar, mas desenvolve as habilidades das meninas e dos meninos em direção à ciência, à tecnologia, ao humanismo, ao pleno conhecimento da história e das tradições de sua cidade e à sensibilização para compreender as lições da natureza e suscitar o verdadeiro aprendizado”, disse o prefeito Rafael Greca.

O vice-prefeito Eduardo Pimentel destacou que é um orgulho para a cidade realizar o trabalho de liderança da rede. “Educação é prioridade, porque é nosso futuro. Curitiba se adaptou muito rápido na pandemia para garantir a educação pela TV Escola Curitiba e também segurança alimentar, com a entrega de kits de alimentação escolar”, comentou.

Para a secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila, as cidades devem, além de educar os cidadãos, estar em constante movimento e evolução. Ela destacou o papel das universidades neste processo. “Temos inscritos neste evento mais de 190 trabalhos acadêmicos que têm muito a contribuir”, disse a secretária.

O vice-presidente do Comitê das Cidades Educadoras e assessor-chefe de Relações Internacionais da Prefeitura de Curitiba, Rodolpho Zannin Feijó, comentou que a rede é robusta e tem atuação em todos os continentes. “Este é um evento de alto nível eu vai resultar em políticas públicas de longo prazo”, pontuou.

Associação Internacional

Curitiba integra o grupo de Cidades Educadoras desde outubro de 2019. Atualmente são 500 cidades associadas em 36 países.

O órgão responsável pelo processo de integração e efetiva participação do município como membro da Associação Internacional das Cidades Educadoras (Aice) é a Secretaria Municipal da Educação.

A secretária-geral da Aice, Marina Canals, comentou que os governos locais têm um papel-chave dentro do conceito de cidades educadoras, justamente pela proximidade com a população. “Dessa maneira são fundamentais como articuladores”, frisou.

A programação segue na sexta-feira (27/8), com painéis e relatos de experiências sobre os temas relações de aprendizagem e a Agenda 2030 da Organziação das Nações Unidas.

Presenças

Também participaram da abertura os superintendentes da Educação Oséias Santos de Oliveira (Executivo) e Andressa Pereira (Gestão Educacional), além de diretora-geral das Cidades Educadoras para a América Latina, Laura Alfonso, e o coordenador executivo das Cidades Educadoras na Secretaria Municipal da Educação, Nelson Bucker.

Acesse a programação completa.

Saiba mais sobre o Encontro.