Grande Curitiba

Com festa para crianças, Caravana Étnico-Cultural chega ao Bairro Novo

6 de outubro de 2022 às 10:15
(Foto: Divulgação)

COM ASSESSORIAS – Com apresentações culturais, oficinas, feira de artesanato e uma programação especial para o Dia das Crianças, a terceira edição das Caravanas Étnico-Culturais de Curitiba será realizada neste sábado (08/10) no Clube da Gente do Bairro Novo.

O evento, criado para ampliar a representatividade de negros, indígenas e ciganos, já ocorreu na CIC e no Cajuru, e vai chegar a todas as dez regionais.

Criadas como parte do Plano Municipal de Promoção da Igualdade Racial, as Caravanas reúnem artistas e empreendedores, reforçando as políticas afirmativas para as três etnias e prestando homenagens a pessoas com atuação em prol da sociedade.

Espaço

Segundo a assessora de Políticas de Igualdade Racial do município, Marli Teixeira Leite, a ação vem se revelando boa oportunidade de mostrar a produção cultural, criatividade, importância e presença de negros, indígenas e ciganos na cidade – conforme era objetivo original do projeto.

Artistas atuantes no universo cultural de raiz étnica – inclusive com apresentações e prêmios em eventos nacionais e internacionais – têm participado das caravanas.

A gestora pública da Assessoria de Igualdade Racial, Maria Tereza Rosa, explica que os artistas e os expositores são selecionados por meio de editais públicos, realizados pela Fundação Cultural de Curitiba e pelo Instituto Municipal de Turismo.

Promovida pela Assessoria de Igualdade Racial, a ação no Bairro Novo tem parceria com a Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (Smelj) e Administração Regional.

Lenda especial

A caravana do Bairro Novo vai incluir uma programação especial em comemoração do Dia das Crianças (12/10).

Além de várias atividades infantis promovidas pela Smelj, uma das apresentações culturais é a Lenda do Tambor Africano, contação de história que será feita por Geyisa Costa, produzida por Gil Rhodrigues.

Será a primeira apresentação desta lenda nascida e popular em Guiné Bissau sobre o instrumento onipresente na música africana.

“É uma história ainda muito pouco contada”, diz Gil.

Muitas histórias

Geyisa tem um largo currículo de contação de histórias da cultura negra, especialmente em projetos desenvolvidos em escolas e apresentações no Memorial de Curitiba.

Ela já deu voz, por exemplo, à Lenda do Baobá (árvore nativa da África) e às bonecas Abayomi (criadas com retalhos de roupa pelas mães para amenizar o sofrimento das crianças nos navios negreiros no período da escravização; hoje são consideradas um símbolo de resistência).

Gil Rhodrigues destaca a importância do incentivo à produção com foco étnico, como a desenvolvida pelas Caravanas.

“Graças a Deus estamos com editais bem específicos para produção afro”, afirma. Segundo ele, é um espaço para divulgar a rica cultura negra.

Além da contação de histórias, o produtor se dedica a vários outros projetos, envolvendo documentários, mostras (com dança, música e teatro) e levantamento histórico (atualmente se dedica ao mapeamento dos mais antigos terreiros de candomblé da região de Curitiba).

Serviço: Caravana Étnico-Cultural do Bairro Novo

Apresentações, feira e lazer
Data: sábado (8/10), das 13h30 às 18h30
Local: Clube da Gente Bairro Novo (Rua Ourizona, 1.681, Sítio Cercado)
Mais informações: (41) 3221-2712

Programação de sábado

  • 13h50 – Negro Não Nego.
  • 14h30 – Entrega de certificados a homenageados.
  • 14h50 – Coral Negro de Curitiba.
  • 15h10 – Palavra Cigana
  • 15h40 – Pedro Afara Duo – Itá – Show
  • 16h20 – Flamenco Para Todos
  • 17h – A Lenda do Tambor Africano
  • 17h40 – Um som de liberdade

Próximas Caravanas de 2022

  • Bairro Novo – 8 de outubro
  • Santa Felicidade – 5 de novembro
  • Tatuquara – 19 de novembro